Arquivo para Violência na Bahia - Daniele Barreto
09
fevereiro
2015
Gestores públicos precisam se tratar de forma respeitosa (declarações e nota sobre violência na Bahia)

Boa tarde, pessoal!!!

Hoje mais cedo estava lendo sobre a ação da Polícia Militar nos últimos dias em Salvador e me deparei com essa matéria abaixo, do Correio da Bahia, que resolvi comentar para vocês. (lembrei que a matéria está em itálico negrito e os comentários em azul, como sempre fazemos nos posts “Comentando a matéria” ;-) )

SSP-SP diz que declaração de Rui Costa sobre violência reflete “ignorância” e “grosseria”

Secretaria de Segurança de São Paulo diz que Rui Costa “desconhece os índices de criminalidade de seu próprio Estado. Quatro vezes pior do que em São Paulo”

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo divulgou nota nesta sexta-feira (6) em que rebate o comentário feito pelo governador da Bahia Rui Costa sobre a morte de 12 pessoas em uma operação da polícia no Cabula. A SSP paulista disse que a declaração de Rui Costa reflete “ignorância” e “grosseria”.

“Lamento a extrema ignorância e grosseria das declarações do Governador Rui Costa. Ignorância porque desconhece os índices de criminalidade de seu próprio Estado que estão entre os piores do Brasil. 36,1 homicídios por 100 mil habitantes. Quatro vezes pior do que em São Paulo. E extremamente grosseiro porque suas débeis declarações desrespeitaram o carinho que os paulistas têm pelos baianos e a importância que o turismo tem para a Bahia”, diz a nota.

Êta zorra!!!

Após Rui Costa dizer que a violência não assusta os turistas paulistas que vêm pra Bahia porque também há violência em São Paulo, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo emitiu nota: “Lamento a extrema ignorância e grosseria das declarações do Governador Rui Costa. Ignorância porque desconhece os índices de criminalidade de seu próprio Estado que estão entre os piores do Brasil. 36,1 homicídios por 100 mil habitantes. E extremamente grosseiro porque suas débeis declarações desrespeitaram o carinho que os paulistas têm pelos baianos e a importância que o turismo tem para a Bahia”.

Vejam bem, eu não vou discutir o conteúdo, porque não tenho dados oficiais dos estados para comprar, e tb acho que Rui poderia ter dado outra resposta que não justificar a violência comparando com a de outro estado, mas o certo é que a nota foi extremamente desrespeitosa com o governador. Caberia dizer a mesa coisa sem expressões esdrúxulas como “extrema ignorância e grosseria” e “débeis declarações”. Não se pode admitir isso do gestor de um órgão público (Secretário de Segurança de SP) se dirigindo a um Governador!

A polêmica surgiu após Rui Costa ser perguntado se a violência da operação não assustaria os turistas que chegam para o Verão no estado. O governador da Bahia ironizou dizendo que não haveria problema, já que também há violência em São Paulo. “Os turistas vem de São Paulo. Se tem um estado onde tem um recorde de número de caixa bancários arrombados é em São Paulo, que é líder nacional nesse tipo de crime. Não é por isso que o carioca, o paulista, o mineiro deixará de vir”, disse Rui. Os suspeitos mortos na ação iriam praticar assaltos a bancos, acredita a polícia.

Artilheiro diante do gol
O governador Rui Costa também comentou sobre a ação da Polícia Militar durante um confronto na Estrada das Barreiras, no bairro do Cabula, na madrugada desta sexta-feira (6), que terminou com doze mortos e três feridos. “A PM que eu imagino e quero construir no estado é uma PM que respeite o cidadão e atue sempre dentro da legalidade. A polícia, assim como manda a Constituição e a lei, tem que definir a cada momento e nem sempre é fácil fazer isso”, afirmou. 

Segundo Rui Costa é preciso, em poucos segundos, “ter a frieza e a calma necessárias para tomar a decisão certa”. “É como um artilheiro em frente ao gol que tenta decidir, em alguns segundos, como é que ele vai botar a bola dentro do gol, pra fazer o gol”, comparou. “Depois que a jogada termina, se foi um golaço, todos os torcedores da arquibancada irão bater palmas e a cena vai ser repetida várias vezes na televisão. Se o gol for perdido, o artilheiro vai ser condenado, porque se tivesse chutado daquele jeito ou jogado daquele outro, a bola teria entrado”, continuou.

A declaração foi feita na manhã desta sexta-feira (6), durante a coletiva de apresentação da Operação Paz e Folia, promovida pela Secretaria de Segurança Pública durante o carnaval da Bahia. Ainda de acordo com o governador, nenhum PM da Rondesp envolvido na ação da madrugada será afastado, já que não há “indícios que teve atuação fora da lei nesse caso”. “Nós defendemos, assim como um bom artilheiro, acertar mais do que errar. E vocês terão sempre um governador disposto a não medir esforços, a defender desde o praça ao oficial, a todos que agirem com a energia necessária, mas dentro da lei”, finalizou Rui Costa, que foi aplaudido por dezenas de policiais presentes na cerimônia.

É lamentável que o país tenha chegado a esse estado de violência (ainda mais assustador na Bahia). Temos que exigir políticas públicas que de fato contenham essa situação, pois matar 15 ou 30 suspeitos/bandidos não vai resolver nada. Não faz diferença do ponto de vista da segurança pública ou diminuição da criminalidade. É uma falsa ilusão (comprada por alguns cidadãos). Só gera na população a sensação de que algo está sendo feito ou de que estão tomando uma providência… A verdade é que não estão! Criminalidade se combate com políticas de segurança e políticas sociais sérias, fortalecendo os órgãos de inteligência, com Poder Judiciário atuante, com Ministério Público mais presente, com menos hipocrisia, encarando o fato de que quem manda no tráfico tem poder sobre a política e não mora em favela.

Assista ao vídeo com o pronunciamento do Governador:

Aguardo vocês nas redes sociais!!!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos mais sobre política:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram