Arquivo para Manifestações - Daniele Barreto
14
março
2016
Manifestações, Impeachment e políticos vaiados

Bom dia!!!

Ainda entorpecidos com a multidão nas manifestações de ontem, vamos aos nossos posts sobre política. Hoje vou publicar vários textos e vídeos (que gravei de madrugada) para conversarmos sobre o cenário político tumultuado.

Mas antes, lembro à mulherada que já tem dica de batom Cherry, da Dailus aqui no blog – postei cedinho! Já falei algumas vezes com vocês sobre as novas mudanças do blog. Como as garotas sempre me perguntam quais os produtos que mais gosto de usar para o trabalho e para gravar vídeos, entre uma análise política e outra, temos postagens com dicas de estilo de vida. Espero que vocês gostem.

Mas vamos aos comentários sobre os fatos políticos do final de semana.

Honestidade intelectual

Nesse domingo, milhões de pessoas tomaram as ruas do país em um manifesto contra o PT, a presidente Dilma e o ex-presidente Lula. Manifestações legítimas que simbolizam o desagrado de uma parcela da população com as medidas adotadas pelo governo e com a corrupção que envolve membros da cúpula. OK!

Mas quem participa dos atos poderia ter a honestidade intelectual de assumir que se trata de uma manifestação partidária, sim! É partidária porque é contra um único partido (anistiando os demais), e aceita participação de políticos de outras agremiações (inclusive alguns foram convocados e patrocinados por grupos ligados a eles).

Manifestações extremamente partidárias tomam conta das ruas do país!

O meu com o dobro de cebola, por favor

Democracia agora virou sanduíche da Subway:

– vou querer sem Supremo, sem PT, mas pode caprichar no MP e na Polícia. Ah, com molho Moro, claro!

Aí ninguém me chama, né?

12718149_971642729593871_2596998261737196981_n

É grave, é gravíssimo

Durante a cobertura dos eventos ao vivo, a repórter da rede Globo optou, dentre tantas possibilidades, por ler o cartaz “LULA ASSASSINO”, que se encontrava nas mãos de manifestantes!

Péssima decisão da repórter. E mais do que isso, uma decisão irresponsável, que ultrapassara qualquer limite da informação, profissionalismo e bom senso. Isso é ir longe demais. É grave! É gravíssimo!

Além de uma mentira. É necessário discernir quais as acusações que pesam sobre o petista Lula, e que ainda não há sentença condenatória. Alegar crimes ou imputar ações desconhecidas pelo processo mitiga a seriedade dos protestos e destrói a credibilidade dos jornalistas e emissora envolvidas na cobertura.

Manifestação, sim!

Depois de gravar vídeos, escrever não sei quantos posts e comentários, e passar 12 horas discutindo política:

eu sinto pena de mim por não conseguir desenhar pras pessoas que NÃO IR A ESSE PROTESTO é UM PROTESTO TAMBÉM!

Aleluia, irmão!

Para finalizar com chave de ouro o domingo da família brasileira, o Fantástico exibiu uma reportagem mostrando a vida nababesca que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, leva com sua família. São hotéis de alto nível, os melhores restaurantes do mundo e lojas caras e sofisticadas ao redor do planeta. Rodrigo Janot, procurador geral da República, fez a a denúncia – alegando que Cunha paga as viagens com cartões de crédito vinculados a recursos de contas mantidas em sigilo pelo deputado na Suíça.

Em Paris, Eduardo Cunha efetuou gastos no cartão de crédito na loja Chanel, no hotel Plaza Athénée, no restaurante Le Grand Vefour e na loja Ermenegildo Zegna (Fotos: Reprodução)

Ai, como deve ter deputado federal com inveja de Cunha. Sim!, porque no meio político a reação foi muito mais inveja do que de indignação.

Sobre Cunha: é pra aplaudir de pé, igreja!

Políticos seletivamente vaiados

Uma dúvida me intriga em relação ao posicionamento dos manifestantes desse domingo: porque Geraldo Alckmin e Aécio Neves (este ovacionado em Belo Horizonte) foram vaiados por um grupo de manifestantes na Avenida Paulista (São Paulo), mesmo local no qual Bolsonaro foi cortejado, amado, adorado, tirou selfie e chutou um boneco do Pixuleco em cima do trio?

Se por um lado os manifestantes hostilizaram alguns políticos, por outro lado abraçaram uma das figuras mais radicais e nefastas da política brasileira. Se por um lado visaram passar a imagem de que se trata de um protesto sem a presença de políticos, por outro nos forneceram prova inconteste de que existem políticos bem vindos, sim!.

Os manifestantes não aceitam a presença de políticos? Ou os manifestantes não aceitam Aécio porque estão mais a extrema direita do que ele? Ou os manifestantes – pelo seu perfil – são mais fundamentalistas e radicais do que imaginamos (e do que o próprio Aécio imaginou).

Repare…

Me encontre nas redes sociais para conversarmos mais sobre política:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram | Youtube


19
maio
2015
Debate na UCSAL: Os protestos no Brasil e o momento político atual

Bom dia, pessoal!

Vamos começar o dia com um convite que me encheu de alegria (e responsabilidade). O professor Cláudio André Souza, Universidade Católica, me convidou para participar de um debate sobre os protestos que vem acontecendo e o momento político atual do Brasil. Como sempre comento aqui e nos vídeos, é imprescindível que debatamos a política e os rumos do país, em um momento no qual as denúncias de corrupção e o retrocesso legislativo retiram a esperança em um cenário político menos desolador.

Estendo o convite a cada um de vocês!

11219638_835903673147178_7364539287517936090_n

Nota no site da UCSAL!

O grupo de pesquisa “Cultura, Poder e Memória” da Universidade Católica do Salvador (UCSal) realiza, na próxima quinta-feira (21), no Campus da Federação (Sala 16), o debate com o tema “Os protestos no Brasil e o momento político”, com Anete Ivo e Cláudio André de Souza (UCSal), Helcimara Telles (UFMG) – por videoconferência – e Daniele Barreto, advogada e assessora da Câmara dos Deputados. No evento, será exibido o curta metragem “A culpa é das estrelas: A manifestação”, do grupo de pesquisa “Opinião Pública”, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O debate é aberto ao público e as inscrições podem ser feitas através do email gpdemocracia@gmail.com. Os participantes terão direito a certificado de 04 horas, que podem ser utilizadas como carga horária complementar.

Me encontre nas redes sociais para conversarmos mais sobre política:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram


11
maio
2015
Vídeo: comparando as manifestações de 2013 e 2015

Bom dia, genteee!!!

Como já citei aqui no blog e nas redes sociais, tenho adorado gravar e publicar vídeos todos os dias. Quando tive a ideia do “5 Minutos de Política“, fiquei bem preocupada com temas relevantes e a dinâmica. Mas tenho recebido muitas mensagens de apoio e não faltam assuntos com um cenário político tão conturbado, não é mesmo? rsrsrs

O nosso bate papo de hoje é sobre a comparação de cenários políticos das manifestações de 2013 e 2015. Não sei se vocês lembram, mas em 2013 os protestos começaram por causa do R$ 0,20 centavos de aumento da tarifa de ônibus em São Paulo e se espalharam pelo Brasil. Rechaçando todo o qualquer partido politico e político, os manifestantes bradavam contra o fim da corrupção de forma generalizada. Em 2015, os protestos se concentraram na figura da presidente Dilma, elegendo-a como vilã.

Conto mais no vídeo! Explico tudo!

Vem ver:

E vocês, têm participado das manifestações, dos panelaços? O que acham do assunto?

Recadinho:

Algumas meninas sempre me pedem informações sobre os batons e roupas usadas nos vídeos, então vou colocar os produtos usados, porque aí fica mais fácil para quem tem interesse:

Aguardo vocês nas redes sociais!!!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos mais sobre política e as manifestações:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram


15
março
2015
Manifestações contra Dilma e o PT tomam conta do país

Como comentei no post anterior, o país ferve hoje com manifestações que estão reunindo quase 2 milhões de pessoas pelas ruas de capitais e cidades do interior em todo o país.

Nas redes sociais, as discussões estão acaloradas e vim dividir alguns posts nossos com vocês que acompanham o blog para que, clicando nos links, vocês possam acessar os comentários do Facebook e dialogar conosco.

Post 7

Michel Temer, todo danadinho, colocou essa postagem no Twitter mais cedo. Aí depois tirou. Ato falho da zorra!!!

(Ele me ligou agora pedindo para eu agradecer a vcs, disse que tá orgulhoso da galera que foi para as manifestações, perguntou se vcs querem mais panelas e falou que tá assistindo tudo de bouas na mansão rindo e bebendo wisk, com a galera do PMDB que tem várias diretorias e centenas de contratos milionários no Governo. PS1: mentira que ele não me ligou. PS2: eu não sei escrever wisk e tenho mais o que fazer do que procurar a grafia no google)

Post 6

Eu, no lugar de Dilma, faria um pronunciamento em horário nobre amanhã.

Post 5

Pra os militantes do PT

Ó, só porque sou muuuuito gente boa, vou dar uma dica para meus amigos do Face que defendem Dilma e/ou são da esquerda, tá?

Tomem nota: não vai adiantar fazer vista grossa; não vai adiantar fazer a egípcia; não vai adiantar ignorar; não vai adiantar fingir que nada está acontecendo; não vai adiantar achar que não vai dar em nada (como as manifestações de 2013); vai adiantar tentar deslegitimar um movimento que levou (muito) mais de 1 milhão para a rua. Esse discurso não dá! Faliu! Já era! Vocês precisam partir de uma constatação óbvia: vocês estão com problemas sérios de militância e mobilização. Sérios! Encarem que as ruas do país estão tomadas de gente e vocês vão precisar mudar o discurso, vão ter que rever a forma de se organizar, vão ter que se refazer, vão ter que refletir sobre suas práticas diárias de militância… Os últimos 13 anos foram massa, foram fáceis (num país sem oposição) e foram “mamão com mel”… Mas AGORA vcs vão TER que sair da zona de conforto, tá? É sério, gente… (confiem em mim)

Post 4

É bonito de ver o povo nas ruas protestando por um país melhor!!!! Eu também quero um país melhor. Mas, para isso, não achei necessário participar das manifestações de hoje. E não fui por que não me sinto contemplada com o conjunto das pautas levantadas pelos manifestantes e também por que não me sinto representada pelos políticos que – numa disputa de espaço e poder – convocaram e apoiam essas manifestações.

No mais, espero que TODO esse povo (uma imensidão de gente) tenha feito essa reflexão antes de sair de casa. Eu sei pelo que estou me manifestando? É nessa manifestação que sinto minhas demandas acolhidas? Quais os objetivos que quero alcançar? A quem favoreço com cada ato meu? Quem é fortalecido com minha manifestação? O que eu tenho feito, na prática, para exercer minha cidadania? Quais as consequências de’u me juntar a uma imensa multidão que possivelmente não tenha claro o que quer? E como fica um país após a saída de uma presidente (uma das pautas)? O que eu fiz nos últimos anos (na prática) para alcançar as pautas que reivindico (especialmente o fim da corrupção)? Estou cercada de pessoas que pensam a política com os mesmos objetivos que eu? Queremos as mesmas melhorias para o país?

Espero que as pessoas tenham feito pelo menos alguns desses questinamentos antes de sair de casa hoje. Acredito que quem refletiu (em Salvador, muita gente que conheço) e, assim, concluiu por participar, está coberto de razão em exercer sua cidadania dessa forma.

Eu me fiz esses questionamentos, os respondi intimamente, e por isso não fui!

A quem acha desnecessária essa reflexão antes de participar de um ato público, eu deixo uma informação: EU não nasci pra ser conduzida como massa de manobra, nem pra um lado, e nem pra o outro…

Post 3

O problema é que quem defende o impeachment precisa compreender, SÓ PRA COMEÇAR, que ser contra o impeachment não significa ser a favor da corrupção. Não significa defender bandidos. Pelo contrário, significa respeitar as regras do jogo democrático e buscar soluções reais e verdadeiras (em detrimento do obaoba). Eu posso me “gabar” de combater a corrupção (se a questão for essa) através de vias legítimas e dentro da lei (pagando, inclusive, um preço pessoal caro), ao contrário de muita gente que defende uma medida (saída de Dilma) sem qualquer avaliação sobre as consequências para o país e sem, sequer, assumir que, em relação ao combate à corrupção, isso não mudaria rigorosamente NADA.

Post 2

Pronto! A Globo agora acaba de explicar o que eu tentei explicar sexta-feira e muita gente não entendeu.

Sexta-feira, ao assistir o Jornal Nacional, reclamei que as matérias sobre as manifestações foram péssimas e que se resumiram a falar sobre as inconsistências em relação ao número de manifestantes, em detrimento da pauta do protesto (que não ficou clara na matéria). Agora, nessa manhã de domingo, a emissora faz uma cobertura FANTÁSTICA (parabéns) dos protestos, mostrando os cartazes, entrevistando, colocando o áudio das passeatas (gritos de ordem, hino nacional), citando os pedidos. Isso SIM é uma matéria!!! Era isso que EU esperava TAMBÉM na sexta-feira. Mas…

Post 1

Toda vez que vejo uma placa, cartaz ou texto pedindo Impeachment, tenho cólicas de vergonha. Muita, muita vergonha!!!

Não deixe de interagir também nas redes sociais!!!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram