Arquivo para Corrupção - Daniele Barreto
13
abril
2016
Livros de Política: Comprinhas na Livraria Saraiva

Ontem fechamos o dia falando de livros no canal do Youtube (se você ainda não é inscrito, clique AQUI para se inscrever)! Estou procurando as primeiras obras sobre a operação Lava Jato, que já começam a ser lançadas e quase fico louca com a quantidade de livros sobre política à venda na Livraria Saraiva do Shopping da Bahia (ah, qualquer dia desses gravo um vídeo na livraria para vocês verem a diversidade). Uma diversidade enorme sobre o Mensalão, corrupção, livros de colunistas políticos, e eu enchi a sacola. hehehe Ah, tem muita promoção, viu?

É importante que a gente aproveite esse momento político no país para conhecer mais sobre política, ler mais e trocar mais informações com as pessoas. No lugar de disputas polarizadas e brigas, vamos aproveitar que está todo mundo na mesma vibe de discutir o futuro/presente do país, e vamos aproveitar para ouvir as pessoas, aprimorar nossos argumentos, trocar com quem pensa de forma diferente e investir em livros que vão nos ajudar a compreender melhor o que se passa na política brasileira.

Com uma prateleira G.I.G.A.N.T.E. na minha frente, fiquei horas na Livraria Saraiva, mas fiz boas escolhas:

DSC00503

Vou mostrar cada um mais de pertinho para vocês.

O primeiro livro que peguei logo foi o “Geração de Valor”, porque queria a muito tempo, e porque está na promoção.

DSC00515

Sobre o Mensalão, escolhi três obras que vão ajudar a compreender melhor esse fenômeno político e avaliar com mais precisão o cenário atual de compra de políticos e corrupção generalizada que assola o país.

DSC00514 DSC00511 DSC00507

Sobre o PT e a gestão de Dilma, peguei os seguintes:

DSC00517 DSC00512 DSC00509 DSC00518

Como vocês sabem, sou apaixonada por marketing político (afinal, é minha profissão, quem me acompanha aqui sabe que trabalho com consultoria política para partidos políticos e políticos) e tenho uma coleção imensa sobre o assunto, mas como livro nunca é demais, aproveitei para pegar mais um sobre as eleições de 2014.

DSC00513

Por fim, o “Tempos Líquidos” que já ouvi falar super bem e estava doida para ler.

DSC00510

No vídeo, conto com mais detalhes o que me fez comprar cada livro e comento um pouco sobre o conteúdo de cada um.

Aperta o play:

Uhulllll!!!! Já somos 1.025 inscritos no canal do Youtube! Rumo aos 5.000 juntos. Divulgue, compartilhe, curta, avise aos amigos… Vamos difundir informação jurídica para mais pessoas. Se inscreva no canal Daniele Barreto – você recebe as notificações de novos vídeos por e-mail e assiste em primeira mão!

——————————————————–

Me encontre nas redes sociais para conversarmos mais sobre política:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram | Youtube


28
setembro
2014
Vlog, 2 vídeos hoje: 2º vídeo – Candidatos manipulam declaração de bens #12

Olá, galera, esse domingo aproveitei para gravar vários vídeos para nosso vlog das #Eleições2014. Essa semana será muito corrida, e eu vou fazer de tudo para postar três vídeos por dia, para que possamos abordar o maior número possível de assuntos nos vídeos.

Um dos assuntos mais polêmicos nas eleições é a declaração de bens dos candidatos, em regra manipulada para fazer o eleitor pensar que o candidato não é tão rico assim e que não amealhou fortuna na política (e fortuna na política, quando incompatível com o salário referente ao cargo, é, necessariamente advinda da corrupção). Por isso, além de manter parte do patrimônio em nome de outras pessoas, o político-candidato costuma subestimar sua declaração de bens. deixando altas quantias de fora do documento que apresenta ao TSE.

Para explicar tudo, aproveitei uma matéria publicada na Revista ISTO É da semana passada, que trás a reportagem: “A esperteza de Iris”, sobre a forma como o candidato ao Governo de Goiás declarou seus bens à Justiça Eleitoral.

DSC06447

No vídeo, falo da matéria e explico o assunto!

Saiba tudo apertando o PLAY:

T-shirt: NBlack | Brinco: Bárbara Mestranza | Tiara turbante: Cândida Specht

FOTO TUTORIAL DE COMO SABER A DECLARAÇÃO DE BENS DO SEU CANDIDATO:

O primeiro passo é acessar o site do TSE. Daí, siga os passos abaixo:

1

2

3

4

5

6

Dessa forma, você poderá saber qual a declaração de bens que seu candidato apresentou para a Justiça Eleitoral. Mas não esqueça de assistir ao vídeo para saber o que os candidatos fazem para burlar a lei e enganar você.

Caso você perca algum post do blog, todos os vídeos estão disponíveis no canal do Youtube.

Veja os vídeos anteriores do vlog das Eleições 2014:

✼ Agradecimento e Blog Novo

✼ Efeito Marina e Religião

✼ Horário Político “não-gratuito”

✼ Suplente de Senador?

✼ O que realmente faz um deputado estadual

 Como os partidos políticos escolhem os seus candidatos

 Propaganda Eleitoral: o que pode e o que não pode

 GlamBox de setembro

 Assista o debate dos candidatos na TV Record Bahia

 Propaganda de candidatos em vias públicas

 O que o candidato pode fazer ou não na Internet

Me encontre nas redes sociais para conversarmos mais sobre política:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram

Beijo.


25
fevereiro
2014
Artigo publicado no portal Brasil 247: Secretário Municipal se ressente do fim dos “pelourinhos”

Bom dia, amigos,

Passei uns dias viajando, desligada do mundo, não por vontade, mas pela péssima conexão da TIM no local onde eu estava. Ontem, ao acessar alguns sites para saber as novas da política nessa semana de folia momesca, tomei um susto: há quem se ressinta pelo fim dos pelourinhos.

E quem se ressente é um gestor público ocupante de um dos mais importantes cargos na terceira maior capital do país.

Não escrevi sobre o assunto de imediato por acreditar que a minha inicial indignação ao ler a declaração do indivíduo não seria boa companheira das letras. Esperei-a passar.

Não passou! …
Hoje escrevi um artigo sobre o assunto que foi publicado no portal Brasil 247/Bahia.

Leia no link http://www.brasil247.com/ ou abaixo:

O grave ressentimento do fim dos pelourinhos

Na última semana, ao acessar portais de notícias para informar-se sobre as novas da política ou inteirar-se da folia momesca, o internauta mais atento percebeu que há quem se ressinta do fim dos “pelourinhos”. E quem se ressente é um gestor público ocupante de um dos mais importantes cargos na terceira maior capital do país.

O secretário municipal da Fazenda, Mauro Ricardo, durante entrevista a uma rádio, afirmou – ao ser questionado sobre a demora na cobrança de que está devendo IPTU – que: “Antigamente se botavam as pessoas no pelourinho para poder pagar as suas dívidas. Infelizmente hoje não é mais assim. Hoje é a Justiça. É a Justiça quem define e o prazo; o prazo é estabelecido pela Justiça.”

A parte se tratar de uma frase debochada, infame, sarcástica, merecedora de todo repúdio possível e de extremo mal gosto, o secretário demonstra, no mínimo, desconhecimento da história da terra que o acolheu como gestor e falta do – tão necessário a quem pleiteia a cadeira na qual se encontra sentado – bom senso.

Primeiro: não, secretário, não eram simplesmente açoitados “devedores” no pelourinho. Tampouco os de “IPTU”. Não pretendo – nem vou – dar aula de história a quem já se tem por certo ser escolarizado (e muitíssimo bem, caso contrário não teria ocupado os cargos de: auditor fiscal da Receita Federal, Secretário Municipal de Finanças na gestão do prefeito José Serra, Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, secretário da Fazenda no governo Kassab, Presidente da Companhia de Saneamento de Minas Gerais, Presidente da Fundação Nacional de Saúde), mas vale avisar ao gestor que eram martirizados homens e mulheres negros, vítimas de todo tipo de barbárie física e psicológica, submetido a sevícias sexuais de toda ordem e chicoteados até a morte. Motivo? Certamente não eram as suas “dívidas do IPTU”, mas o “bel prazer” de gente poderosa (quem sabe até de muitos “fazedores de justiça” que não aceitariam, se submetidos na época, obedecer aos ditames das leis e aos prazos).

É absolutamente chocante que alguém declare “ressentimento” pelo não uso de tais práticas nos dias de hoje. E eu não estou exagerando, nem deturpando o que foi dito pelo gestor. Não! Caso ele afirmasse o uso da prática, eu poderia não concluir tal ressentimento. Mas ao utilizar a expressão “infelizmente” ele demostra claramente “ressentimento” pelo desuso do tronco e do chicote.

Sim, por que se alguém diz que “infelizmente” não pode amarrar um ser humano no tronco e açoitar – seja lá por que motivo – como se inanimado fosse, está, por óbvio, assumindo sua insatisfação com a extinção da prática. Não há outra interpretação. Ou há outro significado para “infelizmente” que eu desconheço?

Vejam só…

Que na Bahia existem ainda hoje muitos coronéis, sabe-se.

Que muitos deles sobrevivem mandando e desmandando na política baiana, sabe-se.

Que ainda há muitos nutrindo uma relação de “escravo X senhor” com seus funcionários em suas casas, fazendas, gabinetes etc, sabe-se.

Que muitos deles circundam o Secretário citado e frequentam os mesmos corredores que ele, sabe-se.

Mas o que não sabíamos é o desconhecimento de história, o ímpeto sarcástico e a falta de trato de alguém com tão vasto currículo e habilidade/proximidade com o poder…

O secretário já enviou nota à imprensa alegando que seu comentário não teve cunho racista ou preconceituoso e que se tratou de um erro. É o que se esperava dele, é o de praxe: nota na imprensa, gerenciamento de crise de imagem e, nos próximos dias, algumas ações que nos façam esquecer o “mal entendido”. Isso é o óbvio quando um gestor comete um equívoco desta natureza e grandeza.

Mas uma “nota-de-praxe” não minimiza nem retira o caráter preconceituoso e debochado da afirmação proferida ao vivo. Não dá para apagar com uma “nota” o desrespeito dito em bom som. Não dá pra aceitar “gerenciamento de crise de imagem” quando o que se está questionando é uma postura inadequada de um gestor pago mensalmente com nossos impostos para tratar, com o mínimo de seriedade e respeito exigíveis, as questões públicas.

O fato é que é absolutamente intolerável que qualquer pessoa deboche da escravidão e dos hediondos castigos corporais que mutilaram aos milhares e levaram muitos à morte. Em se tratando de um gestor qualificado e a frente de uma pasta com tamanha responsabilidade, a afirmação e qualquer levante de defesa ou tolerância são ainda mais chocantes.

Ah, e como se não bastasse o desrespeito ao povo baiano (não só ao negro, mas a todo e qualquer baiano que tenha o mínimo de decência diante da história), ele também – com sua frase agora posta como “simples erro” – joga a população contra a Justiça, como se nela residisse todo o mal pela não cobrança aos inadimplentes. Como se em prazos e trâmites jurídicos residisse o não recebimento dos valores devidos pelos cidadãos que não honram com a obrigação de pagar o IPTU.

Eu já fui Procuradora Geral de um município, Alagoinhas – é certo que não com a dimensão e os problemas de Salvador -, mas sei que a questão da cobrança de inadimplentes não é bem como o Secretário afirmou. Há alternativas viáveis – jurídicas e administrativas – para cobranças mais adequadas do que informou ironicamente o carioca.

Mas é óbvio que esse não é o caminho mais rápido para encher os cofres de uma prefeitura de dinheiro. Dá resultados muito mais rapidamente aumentar a alíquota de IPTU sem critérios – apertando o cinto do bom pagador – e jogar a culpa na impossibilidade de chicotear e na ausência de uma Justiça célere – pra, no fundo, no fundo, justificar ineficiência estatal e pôr a “culpa” em outro Poder, nesse caso o Judiciário (ou mesmo passar a mão na cabeça do mal pagador, que, me regra não é o pobre, mas grandes empresários que contratam advogados tributaristas caros para se esquivar de seus obrigações).

Deixo, como cidadã e pagadora de impostos (sem um único dia de atraso), uma sugestão ao Secretário recém-desembarcado em terras baianas: mais seriedade no trato com a história e com o bolso do soteropolitano.


20
fevereiro
2014
Coluna “Política à Flor da Pele” de hoje: Os 05 passos para fiscalizar a cota parlamentar dos deputados federais

Olá, amigos,

a coluna “Política à Flor da Pele” desta semana já está no ar:

Leia aqui:

Os 05 passos para fiscalizar a cota parlamentar dos deputados federais

O texto é de hoje é um tutorial explicando como fiscalizar a cota parlamentar dos deputados federais.

A ideia surgiu da seguinte forma: eu JÁ faço isso há anos. Sempre que tenho um tempinho, corro para o site da Câmara dos Deputados e fuço como está sendo gasta a verba de gabinete e cota parlamentar de alguns deputados federais. No início, não é fácil fiscalizar os deputados pelo site (ninguém acha que políticos facilitariam nosso trabalho com uma página simples, né? #sonho), então tive que acessar muitas vezes, gastar horas e horas para conseguir descobrir direito quais informações conseguiria através da página… Com o tempo, fui pegando a “manha” e hoje já entro rapidinho e consigo levantar as informações que quero/preciso.

Por sempre fazer isso, já tinha MUITAAA vontade de dividir com vocês os “macetes” de como conseguir fazer a fiscalização. Então, pesquisei e vi que simplesmente NÃO existe um foto tutorial na história da internet brasileira que ajude os cidadãos que querem realizar a fiscalização. EURECA! rsrs Logo corri aqui para o blog para fazer um post nesse formato para ajudar cada um de vocês a fiscalizar seu deputado (caso ele tenha sido eleito) ou qualquer outro.

Vale chamar atenção: se o deputado que você votou na última eleição ganhou, aproveite para dar uma checada no que ele andou fazendo nesses anos todos com a verba de gabinete dele. Mas, lembre-se que, tendo ele sido eleito ou não, você terá que votar no próximo outubro e é bom que, desde já, comece a buscar informações sobre seu candidato a deputado federal. Se você pretende votar em alguém que JÁ TEM MANDATO, fuçar a verba de gabinete e/ou cota parlamentar dele é uma boa forma de adquirir algumas informações, tá certo?

Esse é um post inicial para avaliarmos como estão gastando a cota para exercício da atividade parlamentar.

Na próxima semana, vou escrever post sobre o que é e como gastam a verba de gabinete. (lembrando que esses dois valores não são tudo que os deputados recebem, há outros tantos benefícios – vamos falar sobre todos, suas diferenças e no que podem ser aplicados.) (leia mais…)


26
julho
2013
Série de entrevistas é destaque no Jornal Diário Bahia

Obaaa, além da coluna “Política à Flor da Pele”, temos mais post hoje.

Venho dividir com vocês uma alegria: olha quem está no Jornal Diário Bahia: eu! rs Na coluna social da jornalista, publicitária, apresentadora de TV e MINHA AMIGA Manuela Berbert. Uma honra!!! O jornal Diário Bahia circula em Itabuna, Ilhéus e região; e pode ser lido no site DIÁRIO BAHIA.

Você pode acompanhar o trabalho de Manuela no Perfil e FanPage do Facebook, Twitter e Instagram (@manuelaberbert). Aos amigos da região de Itabuna e Ilhéus, indico que assistam sempre o programa Bem Pensado, na TVI, canal 3 ou pela internet às 14h (www.tvitabuna.com.br).

Leia texto na íntegra:

A consultora política Daniele Barreto estreia uma série de entrevistas com os maiores nomes da política nacional em seu blog (www.danielebarreto.com.br) que vem se destacando pela abordagem leve de temas espinhosos da política nacional atraindo leitores de diversas faixas etárias pela interatividade com o aporte nas redes sociais. Natural de Alagoinhas-Ba, Dani é advogada e pós graduada em Direito do Estado, tem especialização em Marketing Político Eleitoral. E reside em Salvador. Jogue duro, Dani.

Comente no Facebook!

Agradeço a Manu de coração pela divulgação da série e pelo carinho!!!! (leia mais…)


26
julho
2013
Coluna “Política à Flor da Pele” – 26/07/13

Oi, genteeee,

vamos à coluna “Política à Flor da Pele” de hoje? O texto está abaixo, mas convido você a acessar a lista de jornais e sites parceiros da coluna para acompanhar as publicações também no veículo do seu estado/região. Clique AQUI  e leia a coluna “Política à Flor da Pele” em um dos veículos parceiros”. Já são 28 parceiros em todo o país.

Coluna “Política à Flor da Pele”
 
Malandro é malandro e mané é mané
Uma historinha pra aprendermos um pouco mais de “política no Brasil” nessa sexta-feira…
Era uma vez um senhor chamado Raimundo Carreiro. Ele era Secretário geral do Senado, quando em março de 2007 apresentou uma identidade na qual constava que ele nasceu em 1946 e tinha 60 anos, podendo aposentar-se pela Casa. A aposentadoria se deu com salário integral – a remuneração bruta alcança hoje R$ 44 mil (sim, senhores, eu não repeti o “4” equivocadamente nãoooo… são R$ 44 mil mesmooo). (leia mais…)


27
maio
2013
Corrupção sem fim: quadrilha desviou milhões em licitações de obras públicas

Bom dia, amigosss!!!

Segundona de muita dedicação e trabalho! Em AGOSTO estarei lançando muitas novidades no blog e já estou com a mão na massa! Vocês vão adorar!!! :-)

Mas para começar a semana com um pouco mais de esperança no país, nada melhor do que ler essa matéria do site do Senador Álvaro Dias:

Corrupção sem fim: quadrilha desviou milhões em licitações de obras públicas

PF27Mais de 100 homens da Polícia Federal realizam nesta segunda-feira uma operação em três estados – Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais – para cumprir 45 mandados judiciais, sendo 10 mandados de busca e apreensão, 21 mandados de sequestro de valores, bens móveis e imóveis e 14 mandados de prisão. Segundo a PF, quadrilhas formadas por empresários e servidores públicos desviavam dinheiro de licitações nesses estados. As apurações apontam um desvio que pode superar a quantia de R$ 5 milhões. A quadrilha operava com obras públicas em áreas diversas da construção civil, pavimentação de vias públicas, manutenção de estradas e de locação de máquinas para a limpeza urbana. Essas obras não eram sequer fiscalizadas e os servidores públicos envolvidos no esquema atestavam a sua conclusão mesmo quando incompletas ou inexistentes. As empresas investigadas emitiam notas fiscais frias sobre trabalhos, que em muitos casos sequer teriam sido executados. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

É sempre bom ler uma matéria como essa e ver que TEM JEITO, SIM!!! E depende de cada um de nós, não fecharmos os olhos para a corrupção, não acharmos que todo político “é assim mesmo”, e cobrar dos órgãos competentes. Um dia, mais cedo ou mais tarde (esperamos que o quanto antes), quadrilhas que se formam em milhares de municípios pelo país serão descobertas e seus crimes (contra NÓS, contra nossas famílias, contra a saúde do povo brasileiro, contra a educação) punidos! E temos que manter essa chama da esperança acesa. Já vi muita coisa trabalhando na política, mas creio que não deixar o negativismo tomar conta é uma obrigação como cidadã! (leia mais…)


17
maio
2013
Artigo de minha autoria publicado na Revista In Foco Magazine

Olá, amigos, tudo bem?

Hoje venho dividir com vocês uma informação: a Revista “In Foco Magazine”, de Teixeira de Freitas (Bahia), publicou um artigo meu tratando do incêndio da Boate Kiss que chocou todo o Brasil. O artigo foi publicado na edição de fevereiro.

CAPA DA REVISTA:

ARTIGO PUBLICADO:

Para ler as demais edições, acesse: http://issuu.com/infocomagazine/docs/infocoabril2013_1

Abraço e até o próximo post!

 

Caso não consiga ler acima, veja artigo completo:

Os (ir)responsáveis de Santa Maria
 
Este início de ano foi marcado por um grave acidente numa boate em Santa Maria (RS) que estarreceu o mundo e revelou muito mais do que a irresponsabilidade dos administradores de uma casa noturna, mas, sim, escancarou – da forma mais trágica possível – a fragilidade da fiscalização estatal aos locais que abrigam multidões. É, amigos, enquanto pais enterram seus quase duzentos jovens filhos e alguns sobreviventes vão recebendo alta do hospital, o país busca explicações sobre os motivos do desastre… E as encontra: na ganância de empresários e na ineficiência do Estado… Sempre ele: o Estado. (leia mais…)


31
janeiro
2013
Os (ir)responsáveis de Santa Maria
Amigos que acompanham a coluna “Política à Flor da Pele”, depois de uma breve suspensão nos textos, retornamos hoje o nosso diálogo acerca das questões mais importantes do noticiário nacional, sempre com opinião e a participação dos leitores. Inicialmente, agradeço aos parceiros que acreditam nesse projeto e na importância de fomentarmos a cidadania, levando a todos os cantos do país a palavra de incentivo ao engajamento político e ao debate. E agradeço a cada um de vocês leitores que durante o período de “férias” da coluna mandaram e-mails e mensagens nas redes sociais sugerindo o retorno das publicações. A todos vocês, OBRIGADA!
Enquanto estávamos “fora do ar”, muitos foram os acontecimentos relevantes que, vez por outra, iremos retomar aqui, a exemplo do julgamento do Mensalão e das Eleições 2012. Mas, não dá para recomeçar a coluna sem falar do assunto que estarreceu o mundo e revelou muito mais do que a irresponsabilidade dos administradores de uma casa noturna, mas, sim, escancarou – da forma mais trágica possível – a fragilidade da fiscalização estatal aos locais que abrigam multidões. É, amigos, enquanto pais enterram seus jovens filhos e alguns sobreviventes vão recebendo alta do hospital, o país busca explicações sobre os motivos do desastre… E as encontra: na irresponsabilidade de empresários gananciosos e na ineficiência do Estado… Sempre ele: o Estado.
Veja o infográfico do G1 e entenda a tragédia:
Infográfico: tragédia de Santa Maria - 29/01 (Foto: Editoria de Arte/G1)
E enquanto o ministro Alexandre Padilha visita doentes e Dilma chora, nenhuma ação efetiva no sentido de exigir que prefeituras e Corpo de Bombeiros realizem uma intensa fiscalização nas casas noturnas e restaurantes por todo o país acontece! Visitas e choro não evitarão novos acidentes e novas mortes. Já passou da hora de deixarmos de ser um país do “jeitinho”, da “sensibilidade”, para ser um país de estadistas sérios. Deixarmos de ser um país que se orgulha do “populismo”, com políticos que choram posando para fotos para ser um país no qual as leis são cumpridas pelo próprio Estado.
Diante de tudo que presenciamos nos últimos dias, é patente a necessidade de uma reformulação, não da legislação, nem da estrutura dos órgãos de fiscalização, mas da cultura, dos valores, do respeito. E enquanto a polícia investiga, políticos “tiram o corpo fora” e o Brasil (país sem memória) já vai deixando ao longe os rostos das vítimas de Santa Maria, continua faltando o que efetivamente ceifou a vida de quase duas centenas de jovens: compromisso com o outro, responsabilidade e respeito.
A coluna Política à Flor da Pele é publicada em sites e jornais por todo o país. Quer publicar? Entre em contato: contato@danielebarreto.com.br


23
novembro
2012
Café Internacional. Tema: Mensalão!

Na quarta-feira, participei do Café Internacional, promovido pelo CAIB – Conselho de Assuntos Internacionais do Brasil. O convite foi feito pela conhecida jovem política Roberta Pires Ferreira e contou com amplo debate dos participantes. Discutimos os avanços do julgamento do Mensalão, suas contribuições e o acontecimento como um marco jurídico-histórico.

O evento aconteceu no Ciranda Café, no Rio Vermelho. Eu não conhecia e adorei o lugar, super transado, emana juventude e cultura.

A turma, então, O MÁXIMO!!! Gente de todas as idades e vertentes políticas. Um encontro suprapartidário dos melhores que já tive a oportunidade de conhecer! Dialogo amplo, aberto, democrático, livre! A cada opinião esplanada, eu aprendia ainda mais e refletia sobre meus posicionamentos. ENCONTRO PRA CRESCER!

Vamos às fotos? (adooooooooro hahaha)

Eu não conhecia o CAIB e divido agora algumas informações básicas com vocês: “Promovendo encontros, palestras e debates, o CAIB se destaca por ser o que se conhece como um think tank; instituição dedicada a produzir e difundir conhecimentos e estratégias sobre assuntos de interesse comum – sejam eles políticos, econômicos, culturais, ambientais, sociais – assuntos sobre os quais, nas suas instâncias habituais de elaboração, os cidadãos não encontram facilmente espaço e insumos para pensar a realidade de forma inovadora e pró-ativa.” Saiba mais clicando AQUI!

Eu agradeço a Roberta Pires pelo convite para participar e já aviso: não perder nenhum encontro!!!!! rsrs

Bjs, amores. E lembrem: o país que nós queremos depende de nossas ações e engajamento! O Brasil conta com VC!!!


01
agosto
2012
Livro: O combate à corrupção nas prefeituras do Brasil

Realizar leituras que nos auxiliem no exercício da cidadania é sempre muito importante. [legal] Mas, sabemos que os livros no Brasil ainda são muito caros. [bad]  Por isso, não poderia deixar de compartilhar com vocês a obra:

“O combate à corrupção nas prefeituras do Brasil”,
que pode ser baixada gratuitamente no link: http://bit.ly/e2v2zw

Agora não tem nem desculpa para não ler, né? rsrs

Boa leitura a todos! [pczin] (leia mais…)


14
julho
2012
Você conhece a TV Política?

A “TV Política” é um canal do Youtube com vídeos sobre … Adivinhem? POLÍTICA[!!!]  [ow] Lá você encontra os meus vídeos favoritos da internet, sobre cidadania, educação política, análises políticas, discursos. Conto com sua participação. Ah, e como a campanha já começou, acompanhe os vídeos das Eleições 2012.

Conto com vc!!!

[pczin] Acesse os vídeos e mande sugestões para o e-mail contato@danielebarreto.com.br. (leia mais…)


14
julho
2012
Educação política: incentive você também

Gente, como vocês sabem, eu adooooooro política!!! ;-)  [heart]

Leitora interessada no assunto, desde 25 de maio de 2011, posto no Facebook dicas de livros sobre cidadania, Direito, partidos políticos, marketing político, Democracia etc. – tudo registrado no álbum “Clube do Livro ‘Letras pela Cidadania'”.

Sempre que encontro (e leio, claro! rsrs) livros legais, posto a foto de capa e uma mini resenha. Além de links com outras notícias sobre a obra, dicas de onde comprar, preços, matérias sobre a obra…

Agora com o blog, vou colocar as dicas aqui também, como mais uma forma de divulgarmos bons livros que nos auxiliem no exercício da cidadania. Fiquem super a vontade para fazer o mesmo: sugerir, comentar, escrever sobre algo que estão lendo. (leia mais…)