Arquivo para Coluna Política - Daniele Barreto
10
julho
2015
Coluna “Política à Flor da Pele” de hoje – Eduardo Cunha e seus asseclas

Boa tarde, pessoal!

Como vocês sabem, toda quinta-feira temos a coluna “Política à Flor da Pele” em vários sites e jornais pelo país. Projeto iniciado em 2011, a coluna visa levar informação e opinião política para leitores de quase 50 sites, blogs e jornais impressos parceiros.

Hoje a coluna discute a presidência da Câmara dos Deputados e os seguidores do Eduardo Cunha, avaliando o comportamento e as características dos asseclas que vêem nele a possibilidade de pequenos benefícios e migalhas de poder.

A coluna já está no ar e você pode ler em nossos parceiros abaixo citados.

Continue conosco acompanhando as publicações e mande suas sugestões de tema, dúvidas, críticas, opiniões.

1459261_651274248228550_1606959541_n-1

Leia em um dos sites e jornais parceiros:

Alguns dos nossos textos são publicados esporadicamente no Jornal Tribuna da Bahia e Jornal A Tarde.

Parceiros:

1. DF Agora (DF)

2. Folha de São Simão (GO)

3. Repórter MT (MT)

4. Tudo Rondônia (RO)

5. Gazeta de Rondônia (RO)

6. Montanhas Capixabas (ES)

7. Portal CDP (PI)

8. Cerrado Notícias (TO)

9. TV Jangada

10. Jornal do Paraná (PR)

11. A Boca do Povo (TO)

12. Folha do Norte de MS (MS)

13. A Notícia do Vale (BA)

14. Primeira Hora Notícias (MT)

(leia mais…)


07
maio
2015
Hoje: Coluna “Política à Flor da Pele”

Boa tarde, pessoal!

Como vocês sabem, toda quinta-feira temos a coluna “Política à Flor da Pele“ em vários sites e jornais pelo país. Projeto iniciado em 2011, a coluna visa levar informação e opinião política para leitores de quase 50 sites, blogs e jornais impressos parceiros.

Hoje a coluna discute o pedido de impeachment da presidente Dilma, que vem sendo analisado especialmente pelo PSDB. Já está no ar, e você pode ler em nossos parceiros abaixo citados.

Continue conosco acompanhando as publicações e mande suas sugestões de tema, dúvidas, críticas, opiniões.

1459261_651274248228550_1606959541_n-1

Leia em um dos sites e jornais parceiros:

Alguns dos nossos textos são publicados esporadicamente no Jornal Tribuna da Bahia e Jornal A Tarde.

Parceiros:

1. DF Agora (DF)

2. Folha de São Simão (GO)

3. Repórter MT (MT)

4. Tudo Rondônia (RO)

5. Gazeta de Rondônia (RO)

6. Montanhas Capixabas (ES)

7. Portal CDP (PI)

8. Cerrado Notícias (TO)

9. TV Jangada

10. Jornal do Paraná (PR)

11. A Boca do Povo (TO)

12. Folha do Norte de MS (MS)

13. A Notícia do Vale (BA)

14. Primeira Hora Notícias (MT)

(leia mais…)


22
abril
2015
Amanhã tem coluna “Política à Flor da Pele”: Aumento do Fundo Partidário e a crise política

Boa noite, genteee!

O nosso último post de hoje é para lembrar a vocês que amanhã tem a coluna “Política à Flor da Pele“. A coluna é publicada em quase 50 sites e jornais de todo o país, desde 11.11.2011 (cabalístico hahaha) e vai ao ar toda quinta-feira. Amanhã cedinho tem artigo novo e você pode conferir acessando o portal de sua preferência.

Na coluna de amanhã vamos falar sobre o aumento do Fundo Partidário, as reações de alguns partidos e o que isso significa em um momento de crise política.

Continue conosco acompanhando as publicações e mande suas sugestões de tema, dúvidas, críticas, opiniões.

1459261_651274248228550_1606959541_n-1

Leia em um dos sites e jornais parceiros:

Alguns dos nossos textos são publicados esporadicamente no Jornal Tribuna da Bahia e Jornal A Tarde.

Parceiros:

1. DF Agora (DF)

2. Folha de São Simão (GO)

3. Repórter MT (MT)

4. Tudo Rondônia (RO)

5. Gazeta de Rondônia (RO)

6. Montanhas Capixabas (ES)

7. Portal CDP (PI)

8. Cerrado Notícias (TO)

9. TV Jangada

10. Jornal do Paraná (PR)

11. A Boca do Povo (TO)

12. Folha do Norte de MS (MS)

13. A Notícia do Vale (BA)

14. Primeira Hora Notícias (MT)

(leia mais…)


08
abril
2015
“Populismo Penal: soluções simplistas fazem refém os brasileiros”

Gente,

Como comentei com vocês mais cedo, amanhã vai ao ar a coluna “Política à Flor da Pele“, em vários sites e jornais do país.

Sempre que a coluna é publicada, toda quinta-feira, corro para postar o texto ou vídeo para vocês. Mas hoje resolvi fazer diferente: vocês vão ler a coluna em primeira mão aqui no blog. Êêêêêê hahaha

O tema dessa semana é a diminuição da maioridade penal, que vem sendo discutida (parcamente) desde a semana passada no Congresso.

Segue abaixo o artigo que será publicado a partir de meia-noite! ;-)

Populismo Penal: soluções simplistas fazem refém os brasileiros

Não é de hoje que criticamos o “jeitinho” brasileiro de jogar para debaixo do tapete grandes discussões que demandam complexas soluções.

País adepto de leis esdrúxulas e normas que “não pegam”, o Brasil vive tentando resolver seus problemas sociais, econômicos e morais através de modificações no arcabouço jurídico, como se algum reflexo pudesses tais mudanças imprimir nos valores e tradições nacionais.

Na semana passada, assistimos mais uma dessas “armadilhas” legislativas que visam, acima de tudo, tapar o sol da criminalidade com a peneira.

A Câmara dos Deputados criou uma comissão especial que vai discutir a redução da maioridade penal. Pela legislação atual, o jovem é considerado maior aos 18 anos. Antes disso, ele não pode ser submetido ao Código Penal, mas sim ao Estatuto da Criança e do Adolescente, ficando sujeitos a brandas medidas sócio educativas.

Mas o Congresso quer baixar essa idade para 16 anos.

Para conseguir referida mudança, é necessário que seja feita uma alteração na Constituição Federal, que estabelece esse limite de idade. Por isso, os deputados já analisam a PEC 171/93, intentando modificar a Constituição Federal.

Tramitando há 22 anos no Congresso, o projeto caminhou largamente na última semana. Primeiro, foi compreendido como constitucional pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (porque não visa abolir a maioridade penal, mas apenas modificá-la), e, com isso, gerou um turbilhão de manifestações e posicionamentos de grupos da sociedade civil organizada e de movimentos conservadores (da tradicional direita) e mais ligados aos direitos humanos (da esquerda governista).

O projeto volta a tona em um momento no qual a sociedade exige medidas mais severas no controle à criminalidade e se cansou de assistir marginais usarem menores de idade para cometer crimes e saírem ilesos, sem nenhuma resposta efetiva do Estado, sem nenhuma punição. E, tomados por essa latente sensação de insegurança e pela revolta diante de tanta impunidade, uma parcela da população tem apoiado a medida. Assim, ficou fácil para os grupos mais tradicionais do Congresso se aproveitarem desse clima de instabilidade e apressarem-se para votar e aprovar medidas como essa.

Mas vale lembrar que a aprovação pela Comissão de Constituição e Justiça é apenas um dos primeiros passos para o projeto virar lei. Naõ significa uma automática aplicação. A proposta terá um longo caminho pela frente até virar lei. Além de análise pela comissão especial, deverá passar pela votação na Câmara em dois turnos, e votação no Senado, onde também será analisada pela CCJ da Casa e passará por mais duas votações em plenário, onde são exigidos 49 votos entre os 81 senadores.

Mais do que a necessidade de modificações no arcabouço jurídico penal, é necessário atentar que vivemos uma crise generalizada no país: uma crise política, ética, moral, econômica, em diversos setores. Há uma ausência de bons exemplos para os jovens, não temos mais atletas e pesquisadores que serviam de norte para gerações de crianças e adolescentes, vivemos num país com uma educação básica de péssima qualidade, e um país que detêm a fama de líder de impunidade. Um país em que os políticos comandam o crime organizado e fazem alianças profundas, desde pequenas cidades a grandes centros como Rio e São Paulo. Tudo isso contribui para a falta de perspectiva de milhares de brasileiros e o ingresso no crime passa a ser uma proposta tentadora para milhares de jovens que moram em periferias. E para tantos outros que até possuem um padrão de vida melhor, mas que querem mais, querem mais dinheiro, mais poder, mais roupas de grife, mais ostentação. Soma-se a isso, uma legião de artistas aclamados pelo público que só falam de violência, carrões, ridicularizam a mulher e enaltecem as facilidades que o dinheiro trás ao jovem. Como se não bastasse, ainda é um país que tem orgulho de ser a terra do “jeitinho”, onde se ensina que ser honesto é ser bobo e crescer na vida de forma rápida e fácil é ser esperto e inteligente. E tem mais: um país no qual os meios de comunicação usam mortes, assassinatos, roubos e outros crimes como espetáculo na TV. Esse país… não tem como dá certo… não tem!

Não tem como, num cenário como esse, no qual crianças e adolescentes não possuem nenhum referência boa, exigir que não ingressem no crime ou não se deixem levar pelas facilidades de um retorno financeiro fácil. E uma lei não impedirá o que já é prática corriqueira em morros e bairros periféricos. Se uma norma penal servisse para coibir o ingresso na criminalidade, não estaríamos vendo maiores de 18 adentrarem as estatísticas de criminosos, pois já se trata de proibição legal.

Reduzir a maioridade hoje é uma medida que considero necessária. Mas que, diante desse contexto, não resolverá nada. Acredito que a deve ser reduzida por questões biológicas, psíquicas e de compreensão da realidade que o jovem de 16 anos já possui hoje em dia. No século passado, um indivíduo de 16 ou 17 anos tinha outro acesso à informação e mentalidade. Hoje, possui plena convicção e consciência dos seus atos, pois estamos diante de gerações mais maduras.

maioridade-penal

Embora favorável, admito que em nada mudará a situação de caos e violência pública. Por vários motivos.

Primeiro, porque estamos diante de 1% dos homicídios no país. Ou seja, o número de crimes cometidos por menores entre 16 e 18 anos é ínfimo comparado aos crimes cometidos pelos que já possuem condições etárias para serem punidos. De 55.000 homicídios, eles representam 500. E mais: o crime vai recrutar crianças ainda mais novas e continuará a existir em torno de uma exército de inimputáveis. Menores de idade continuarão sendo usados em assaltos, roubos, assassinatos e no tráfico.

Aliado a isso, teremos cadeias ainda mais super lotadas e adolescentes passaram a conviver com criminosos perigosos dentro do sistema penitenciário.

Embora defenda a diminuição da maioridade, não considero o momento político do país adequado para discussão de um assunto que exige muito mais amadurecimento e análise. A briga entre oposição e o governo não pode pautar a velocidade de projetos como esse, tampouco podemos admitir que a oposição coloque em pauta temas que visam tão somente mostrar força e imprimir mais uma derrota de Dilma nas Casas Legislativas. Ademais, há de se considerar que temos problemas demais relacionados ao direito penal (leis defasadas, penas brandas, não cumprimento integral da penalidade, cadeias super lotadas, fugas em massa de presídios, altos índices de reincidência) que deveriam ser mais debatidos e encarados como mais importantes para nortear políticas de segurança pública.

Não podemos cair naquela tentação de aplaudir soluções fáceis, como se elas fossem resolver problemas complexos. Diminuir a idade a partir da qual o jovem passa a ser responsável penalmente não criará nenhum impacto na diminuição da violência, nos altos índices de criminalidade e na irresponsável forma dos nossos governantes fingirem que se preocupam com o povo e dissimularem soluções.

Daniele Barreto é advogada, consultora política e escreve no blog www.danielebarreto.com.br.

Não deixe de interagir também nas redes sociais!!!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram


17
março
2015
Quinta-feira tem a coluna “Política à Flor da Pele” em sites e jornais :)

Olá, amigos, boa tarde!

Lembram que comentei sobre o crescimento da coluna “Política à Flor da Pele”? A partir dessa semana, temos mais parceiros! São sites e jornais impressos por todo o país que publicam nossa opinião política e ajudam no fomento do exercício da cidadania.

Quinta-feira cedinho tem artigo novo e você pode conferir acessando o portal de sua preferência.

Com uma novidade: a partir de amanhã, teremos a coluna “Política à Flor da Pele” em vídeo também! Uhhulll!!!

Continue conosco acompanhando as publicações e mande suas sugestões de tema, dúvidas, críticas, opiniões.

Democracia se constrói junto! Exercício da cidadania é um trabalho coletivo!!! Vamos seguir nos ajudando a compreender cada vez mais nossa política e nosso país. Contem comigo! Eu conto com cada um de vocês!

1459261_651274248228550_1606959541_n (1)

Leia em um dos sites e jornais parceiros:

Alguns dos nossos textos são publicados esporadicamente no Jornal Tribuna da Bahia e Jornal A Tarde.

Parceiros:

1. DF Agora (DF)

2. Folha de São Simão (GO)

3. Repórter MT (MT)

4. Tudo Rondônia (RO)

5. Gazeta de Rondônia (RO)

6. Montanhas Capixabas (ES)

7. Portal CDP (PI)

8. Cerrado Notícias (TO)

9. TV Jangada

10. Jornal do Paraná (PR)

11. A Boca do Povo (TO)

12. Folha do Norte de MS (MS)

13. A Notícia do Vale (BA)

14. Primeira Hora Notícias (MT)

15. Revista In Foco Magazine (BA)

16. Folha de Goiás Notícias (GO)

17. Portal Aqui Brasil (PR)

18. Site VG News (MT)

19. Portal Natal Press (RN)

20. Portal Inforside (RN)

21. Acajutiba News (BA)

22. Tribuna da Conquista (BA)

23. Portal Aqui Brasil (PR)

24. TV Exibir (PI)

25. SJV Notícias (BA)

26. Bahia Dia a Dia (BA)

27. Portal Alagoinhas News (BA)

28. Jornal do Sudoeste (BA)

29. Calila Notícias (BA)

30. Jequié Repórter (BA)

31. Medeiros Neto (BA)

32. Catu Notícias (BA)

33. Folha Geral (GO)

34. Santa Cruz 24 h (PE)

35. Lagoa Grande Notícia (PE)

36. Jornal da Chapada (BA)

37. Jaguarari Acontece (BA)

38. Revista Geral (PE)

39. Bahia Acontece (BA)

40. Fala Barreiras (BA)

41. Nas Malhas da Lei (BA) 

42. Blog do Edy (PE)

43. Info São Desiderio (BA)

44. Revista Barra Magazine (BA)

45. Radar Notícia (BA)

46. Um Pouco de Tudo (BA)

Clique AQUI e leia o último artigo publicado no Jornal Tribuna da Bahia.

Acompanhe os textos da coluna clicando na categoria Coluna “Política à Flor da Pele”.

Amigos, quem acompanha o blog sabe que dou palestras em escolas sobre cidadania, jovens na política e importância do engajamento político! Então, se você tiver interesse de levar as palestras para sua escola, associação de bairro, grupo de amigos, faculdade, entre em contato pelo e-mail: contato@danielebarreto.com.br. A Democracia avançará com nossa troca de conhecimento e com Educação Política! Aguardo você!

Não deixe de interagir também nas redes sociais!!!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram

Caso queira publicar a coluna em seu jornal impresso, revista, site ou blog, gentileza entrar em contato: contato@danielebarreto.com.br.


11
março
2015
Amanhã tem a coluna “Política à Flor da Pele” em mais sites e jornais :)

Olá, amigos, boa tarde!

Lembram que na semana passada comentei sobre o crescimento da coluna “Política à Flor da Pele”?

Hoje comemoramos mais 5 parceiros novos! Uhuulll!!! rs :-)

São sites e jornais impressos por todo o país que publicam nossa opinião política e ajudam no fomento do exercício da cidadania.

Amanhã (quinta-feira) cedinho tem artigo novo e você pode conferir acessando o portal de sua preferência.

Continue conosco acompanhando as publicações e mande suas sugestões de tema, dúvidas, críticas, opiniões.

Democracia se constrói junto! Exercício da cidadania é um trabalho coletivo!!! Vamos seguir nos ajudando a compreender cada vez mais nossa política e nosso país. Contem comigo! Eu conto com cada um de vocês!

1459261_651274248228550_1606959541_n (1)

Leia em um dos sites e jornais parceiros:

Alguns dos nossos textos são publicados esporadicamente no Jornal Tribuna da Bahia e Jornal A Tarde.

Novos parceiros:

1. Bahia Acontece (BA)

2. Fala Barreiras (BA)

3. Nas Malhas da Lei (BA) 

4. Blog do Edy (PE)

5. Info São Desiderio (BA)

6. Revista Barra Magazine (BA)

7. Radar Notícia (BA)

8. Um Pouco de Tudo (BA)

Mais parceiros:

1. DF Agora (DF)

2. Folha de São Simão (GO)

3. Repórter MT (MT)

4. Tudo Rondônia (RO)

5. Gazeta de Rondônia (RO)

6. Montanhas Capixabas (ES)

7. Portal CDP (PI)

8. Cerrado Notícias (TO)

9. TV Jangada

10. Jornal do Paraná (PR)

11. A Boca do Povo (TO)

12. Folha do Norte de MS (MS)

13. A Notícia do Vale (BA)

14. Primeira Hora Notícias (MT)

15. Revista In Foco Magazine (BA)

16. Folha de Goiás Notícias (GO)

17. Portal Aqui Brasil (PR)

18. Site VG News (MT)

19. Portal Natal Press (RN)

20. Portal Inforside (RN)

21. Acajutiba News (BA)

22. Tribuna da Conquista (BA)

23. Portal Aqui Brasil (PR)

24. TV Exibir (PI)

25. SJV Notícias (BA)

26. Bahia Dia a Dia (BA)

27. Portal Alagoinhas News (BA)

28. Jornal do Sudoeste (BA)

29. Calila Notícias (BA)

30. Jequié Repórter (BA)

31. Medeiros Neto (BA)

32. Catu Notícias (BA)

33. Folha Geral (GO)

34. Santa Cruz 24 h (PE)

35. Lagoa Grande Notícia (PE)

36. Jornal da Chapada (BA)

37. Jaguarari Acontece (BA)

38. Revista Geral (PE)

Clique AQUI e leia o último artigo publicado no Jornal Tribuna da Bahia.

Acompanhe os textos da coluna clicando na categoria Coluna “Política à Flor da Pele”.

Amigos, quem acompanha o blog sabe que dou palestras em escolas sobre cidadania, jovens na política e importância do engajamento político! Então, se você tiver interesse de levar as palestras para sua escola, associação de bairro, grupo de amigos, faculdade, entre em contato pelo e-mail: contato@danielebarreto.com.br. A Democracia avançará com nossa troca de conhecimento e com Educação Política! Aguardo você!

Não deixe de interagir também nas redes sociais!!!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram

Caso queira publicar a coluna em seu jornal impresso, revista, site ou blog, gentileza entrar em contato: contato@danielebarreto.com.br.

 Um beijo.


04
março
2015
Amanhã tem coluna “Política à Flor da Pele”, em mais jornais e sites parceiros

Olá, amigos, boa tarde!

Falei que hoje o dia seria corrido, não foi? Pois bem!!! No meio da correria vim aqui rapidinho contar mais uma novidade para vocês: o crescimento da nossa coluna “Política à Flor da Pele”.

A coluna iniciou em 2011 quando eu morava em São Paulo e comecei a escrever para sites e jornais impressos sobre política. De lá para cá, só cresceu e aumentou a responsabilidade e amor com os quais elaboro semanalmente os textos. E é com imensa satisfação que hoje anuncio mais 6 parceiros que publicarão nossos textos em sites e/ou jornais impressos.

Amanhã (quinta-feira) cedinho tem artigo novo e você pode conferir acessando o portal de sua preferência.

Continue conosco acompanhando as publicações e mande suas sugestões de tema, dúvidas, críticas, opiniões.

Democracia se constrói junto! Exercício da cidadania é um trabalho coletivo!!! Vamos seguir nos ajudando a compreender cada vez mais nossa política e nosso país. Contem comigo! Eu conto com cada um de vocês!

1459261_651274248228550_1606959541_n (1)

Leia em um dos sites e jornais parceiros:

Alguns dos nossos textos são publicados esporadicamente no Jornal Tribuna da Bahia e Jornal A Tarde.

Novos parceiros:

1. Jornal do Sudoeste (BA)

2. Calila Notícias (BA)

3. Jequié Repórter (BA)

4. Medeiros Neto (BA)

5. Catu Notícias (BA)

6. Folha Geral (GO)

7. Santa Cruz 24 h (PE)

8. Lagoa Grande Notícia (PE)

9. Jornal da Chapada (BA)

10. Jaguarari Acontece (BA)

11. Revista Geral (PE)

Mais parceiros:

1. DF Agora (DF)

2. Folha de São Simão (GO)

3. Repórter MT (MT)

4. Tudo Rondônia (RO)

5. Gazeta de Rondônia (RO)

6. Montanhas Capixabas (ES)

7. Portal CDP (PI)

8. Cerrado Notícias (TO)

9. TV Jangada

10. Jornal do Paraná (PR)

11. A Boca do Povo (TO)

12. Folha do Norte de MS (MS)

13. A Notícia do Vale (BA)

14. Primeira Hora Notícias (MT)

15. Revista In Foco Magazine (BA)

16. Folha de Goiás Notícias (GO)

17. Portal Aqui Brasil (PR)

18. Site VG News (MT)

19. Portal Natal Press (RN)

20. Portal Inforside (RN)

21. Acajutiba News (BA)

22. Tribuna da Conquista (BA)

23. Portal Aqui Brasil (PR)

24. TV Exibir (PI)

25. SJV Notícias (BA)

26. Bahia Dia a Dia (BA)

27. Portal Alagoinhas News (BA)

Clique AQUI e leia o último artigo publicado no Jornal Tribuna da Bahia.

Acompanhe os textos da coluna clicando na categoria Coluna “Política à Flor da Pele”.

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram

Caso queira publicar a coluna em seu jornal impresso, revista, site ou blog, gentileza entrar em contato: contato@danielebarreto.com.br.

 Um beijo.


27
fevereiro
2015
Coluna “Política à Flor da pele”: Salvem a Petrobrás

Olá, amigos, boa noite! Animados para o final de semana?

Como toda semana, vamos ao nosso texto da coluna “Política à Flor da Pele”, que essa semana foi publicada na sexta-feira (alguns veículos publicarão amanhã).

Em 11 de novembro completamos dois anos de publicação semanal na coluna, com a adesão de muitos parceiros e crescendo a cada dia em vários municípios do país. É sempre uma satisfação escrever (o que faço com o maior carinho), sabendo que nossa opinião vai chegar desde capitais do Norte a pequenos municípios do Nordeste e Sul. Tenho tanta consciência da responsabilidade que cada leitor e cada editor de veículo de comunicação deposita em mim, que meu coração se enche de alegria e entusiasmo a cada semana.

Continua conosco acompanhando as publicações e mande suas sugestões de tema, dúvidas, críticas, opiniões.

Democracia se constrói junto! Exercício da cidadania é um trabalho coletivo!!! Vamos seguir nos ajudando a compreender cada vez mais nossa política e nosso país. Contem comigo! Eu conto com cada um de vocês!

1459261_651274248228550_1606959541_n (1)

Leia em um dos sites e jornais parceiros:

Alguns dos nossos textos são publicados esporadicamente no Jornal Tribuna da Bahia e Jornal A Tarde.

1. DF Agora (DF)

2. Folha de São Simão (GO)

3. Repórter MT (MT)

4. Tudo Rondônia (RO)

5. Gazeta de Rondônia (RO)

6. Montanhas Capixabas (ES)

7. Portal CDP (PI)

8. Cerrado Notícias (TO)

9. TV Jangada

10. Jornal do Paraná (PR)

11. A Boca do Povo (TO)

12. Folha do Norte de MS (MS)

13. A Notícia do Vale (BA)

14. Primeira Hora Notícias (MT)

15. Revista In Foco Magazine (BA)

16. Folha de Goiás Notícias (GO)

17. Portal Aqui Brasil (PR)

18. Site VG News (MT)

19. Portal Natal Press (RN)

20. Portal Inforside (RN)

21. Acajutiba News (BA)

22. Tribuna da Conquista (BA)

23. Jornalismo Livre (BA)

24. Portal Aqui Brasil (PR)

25. TV Exibir (PI)

26. SJV Notícias (BA)

27. Bahia Dia a Dia (BA)

28. Portal Alagoinhas News (BA)

Clique AQUI e leia o último artigo publicado no Jornal Tribuna da Bahia.

Acompanhe os textos da coluna clicando na categoria Coluna “Política à Flor da Pele”.

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram

Caso queira publicar a coluna em seu jornal impresso, revista, site ou blog, gentileza entrar em contato: contato@danielebarreto.com.br.

 Um beijo.


26
junho
2014
Coluna “Política à Flor da Pele”: Sarney anuncia que não será candidato a Senador

Olá, amigos, bom dia!!!

Hoje teremos a coluna “Política à Flor da Pele”. Leia abaixo ou nos sites e jornais parceiros.

Sarney anuncia que não será candidato ao Senado

Na segunda-feira (23), em meio ao foguetório pela vitória do Brasil, mais uma notícia virou motivo de comemoração e não passou despercebida no meio político: o anúncio da aposentadoria do senador e ex-presidente da República José Sarney.

Sarney está na vida pública há mais de 60 anos. Além de presidente da República, foi governador do Maranhão, Senador pelo Maranhão e Senador pelo Amapá, cargo que ocupa atualmente. No conjunto do mais de um século que está na política, o cacique peemedebista é, sem dúvidas, o político mais influente da história do país. Esteve ao lado de todos os Presidente da República nas últimas duas décadas, tendo grande espaço e poder tanto no governo petista quanto no tucano; e fez curvar diante de si até Lula, que tanto o criticou. O ex-presidente petista, por exemplo, mesmo tendo sido grande opositor e crítico de Sarney, quando alcançou a Presidência da República logo tratou de compor com o maranhense para conseguir apoio no Congresso Nacional. Conseguiu apoio de Sarney em seus anos de Presidência, deixou Sarney de herança para Dilma, mas com isso perdeu o respeito de muita gente que consideram o peemedebista uma das figuras mais nefastas da política brasileira.

Mas ao mesmo tempo que o prestígio de Sarney é amplo nos bastidores do Congresso Nacional e Palácio do Planalto, antagonicamente, ele sofre forte desgaste no Maranhão e Amapá. E esse é o motivo principal de sua não candidatura ao Senado.

Mas a não candidatura não representa uma saída dele da política. O cacique tem tentáculos em governos, ministérios e continuará com muito poder e voz de comendo no Maranhão, no Amapá e na parcela do governo federal que o coube com o loteamento que Dilma fez entre os partidos aliados.

Um homem poderoso como Sarney só saí da política ou morto ou para evitar um vexame eleitoral. E embora seu poderio perdure certamente até o fim dos seus dias, essa saída simboliza uma mudança na mentalidade de país, porque o grande temor de Sarney nas Eleições 2014 é um vexame eleitoral. Há 24 anos no cargo de Senador, ele enfrenta problemas de popularidade no Amapá e foi vaiado nesta segunda-feira passada, ao participar de evento em Macapá ao lado de Dilma. Também se inquieta pela falta de apoio no Estado.

O PMDB tem tentado o cacique voltar atrás, mas sabe que uma decisão como essa é embasada em muitas pesquisas de opinião pública e, se Sarney anunciou publicamente a aposentadoria, é porque não dá para mais para ele. Com certeza, ele sabe que não há qualquer hipótese de vitória, caso contrário, permaneceria na disputa e tentaria a todo custo, como sempre fez, manter a sua vaga por mais oito anos.

Daniele Barreto é advogada, consultora política, colunista e escreve no blog www.danielebarreto.com.br.

Siga-nos nas redes sociais: FacebookFanPageTwitter e Instagram.


05
junho
2014
Coluna “Política à Flor da Pele”: Lei da Palmada é aprovada

Oiii gente,

Já leram a coluna “Política à Flor da Pele” de hoje? Vocês podem ler nos 30 jornais e sites parceiros ou abaixo.

Lei da Palmada é aprovada

Ontem à noite, o Senado Federal aprovou o Projeto conhecido como Lei da Palmada. Esse projeto, que tem dividido a opinião de parlamentares, pais e educadores, proíbe castigos físicos e prevê punição para agressões a crianças. O objetivo é evitar que crianças e adolescentes sofram maus tratos ou passem por situações humilhantes.

De um lado, estão os defensores do projeto, que alegam que a intenção não é penalizar os pais (nem controlar a forma que eles educam seus filhos) e sim encaminhá-los para a realização de cursos ou orientação psicológica.

Os contrários ao projeto argumentam que se trata de um texto muito subjetivo, que dá margem a ser interpretado contra os pais.

Olha, é importante que se atente que a cultura da não-violência tem que encontrar seu berço no núcleo familiar. Sem diálogo, compreensão e bons exemplos, produziremos uma sociedade cada vez mais individualista e que resolve seus conflitos através da violência, da agressividade.

Mas há também exageros legais que visam promover artistas, como Xuxa, e inundar os jornais com as fotos de parlamentares oportunistas que pegam “carona” na polêmica do momento para justificar sua estadia no Congresso Nacional, como o caso de Renan Calheiros que tem se promovido nessa discussão sobre o tema “família”, sendo que ele, como nós sabemos, é um dos menos gabaritados para opinar sobre o assunto.

O certo é que, entre o espancamento de crianças ou a humilhação degradante e aquela velha “palmadinha pedagógica”, há uma diferença muito grande. Ninguém em sã consciência é favorável a castigos físicos, mas transformar crianças em seres intocáveis verbalmente me parece um exagero com consequências tão deletérias para o futuro dessas crianças quanto o próprio castigo físico.

Daniele Barreto é advogada, consultora política credenciada pela Associação Brasileira de Consultores Políticos e escreve no blog www.danielebarreto.com.br.

Siga-nos nas redes sociais e acompanhe os fatos mais importantes da política nacional: FacebookFanPageTwitter e Instagram. Veja nossos vídeos e áudios sobre política no Youtube.


21
novembro
2013
Coluna “Política à Flor da Pele”: País de ‘faz-de-contas’…

Oi, genteeee,

vamos à coluna “Política à Flor da Pele” de hoje? O texto está abaixo, mas convido você a acessar a lista de jornais e sites parceiros da coluna para acompanhar as publicações também no veículo do seu estado/região. Clique AQUI  e leia a coluna “Política à Flor da Pele” em um dos veículos parceiros”. Já são 30 parceiros em todo o país.

 

País de ‘faz-de-contas’…

Era uma vez um país chamado Brasil…

Olha, não tem como começar a coluna de hoje sem lançar mão desse manjadíssima frase que inicia dez entre os dez mais belos contos de princesas e castelos pelo mundo afora. Mas, utilizo-o para trazer uma história sem princesas e sem castelos, mas com muita fantasia. Para ser mais exata, uma “fantasia coletiva” chamada Brasil.

E não são raros os casos de “fantasia coletiva” no país.

A gente faz de conta que o presidente da Câmara dos Deputados não está envolvido numa série de escândalos e, por isso, em qualquer país minimamente sério, – no mínimo – não teria legitimidade para ocupar o cargo. Fazemos de conta que o presidente do Senado, Renan Calheiros… (ah, sobre Renan não vou nem falar, gente; deu preguiça). Fazemos de conta que basta uma Reforma Política para resolver todos os problemas morais (que resistirão a mais dura e complexa mudança no ordenamento jurídico pátrio) que envolvem nossas eleições. E fazemos de conta que que nosso Congresso tem legitimidade para fazer uma Reforma Política.

Para fazer de conta que o povo está saindo da miséria, por exemplo, temos um jeitinho muito nosso: diminuir os valores da faixa de renda per capita considerada ‘classe média’ e ‘alta’. E para fazer de conta que temos altos índices de alfabetização, passamos de ano todos os alunos sem condição para tanto, de forma indiscriminada; afinal, para um país ser mesmo de ‘faz-de-conta’ tem que apresentar números e não resultados. Fazemos de conta que que não somos um país de analfabetos funcionais. Fazemos de conta que problemas sociais relacionados à juventude, idosos, negros e homossexuais se resolvem com estatutos e curas.

Fazemos de conta que todos os problemas da saúde pública estão resolvidos com importação de médicos cubanos. Fazemos de conta que Obama está preocupado com o eleitoreiro discurso de Dilma sobre a espionagem americana. Fazemos de conta que propaganda institucional é fonte de informação sobre os governos. Fazemos de conta que não sabemos que as maiores redes de comunicação sobrevivem dos valores pagos pelos governos a título de publicidade oficial, o que termina por comprometer – nesse país que não prima pela ética – os programas jornalísticos. Fazemos de conta que não compreendemos que os discursos oficiais são elaborados por bem estruturadas e talentosas equipes de marketing político. Fazemos de conta que a Justiça funciona e sua morosidade não compromete as decisões e o próprio Poder. 

E porque estou falando isso, hoje?

Nesta madrugada, o Congresso Nacional anulou a sessão do Senado de 2 de abril de 1964, que declarou vago o cargo de presidente da República. Explicando melhor: o senador Pedro Simon apresentou no Senado um projeto de resolução que torna sem efeito a sessão que declarou a vacância da Presidência da República naquela data. Na sessão, entendeu-se que João Goulart havia abandonado o país, mas na verdade ficou comprovado que ele estava no Rio Grande do Sul. Sendo assim, Pedro Simon (a quem tenho grande admiração), visa anular a destituição do então presidente.

O que nosso Congresso fez na noite passada foi… NADA! Ops, foi anular a sessão citada com o argumento técnico de que João Goulart estava no Rio Grande do Sul e, portanto, a decisão de destituí-lo da Presidência da República não poderia ter sido tomada.

Pronto! Já botamos Jango de volta no cargo de Presidente.

Agora, a gente anula os atos da Ditadura e faz de conta que ela nunca existiu. Aí, fica tudo resolvido, né?!

(leia mais…)