Arquivo para Bancada BBB - Daniele Barreto
16
setembro
2015
Vídeo – 5 Minutos de Política: Bancada BBB na Câmara dos Deputados

Oi, pessoal! Tudo bem?

Lembram que comentei num post anterior que estou elaborando uma série de 15 vídeos de 15 minutos com a radiografia completa do Congresso Nacional? Pois recebi várias mensagens de apoio e dúvidas sobre os bastidores das Casas Legislativas federais. O que me anima ainda mais em me dedicar a esse projeto. Não há vídeos na net explicando mais detalhadamente a composição do Congresso Nacional e como andam votando e conduzindo as pautas. Há entrevistas e um ou outro especialista fazendo comentários, mas ninguém nunca fez um série mais completa e minuciosa. E eu vou fazer isso para vocês aqui no blog! rsrsrs #DaniFofa É uma web série inédita aqui no Brasil!

Já estou realizando mais leituras e pesquisas, e a estou animadíssima com a web série, gravando e editando tudo com o maior carinho para cada um de vocês. Mas ainda falta um tempinho para colocar no ar, faltam alguns textos e detalhes. Espero que vocês gostem, mas já posso adiantar que os vídeos serão colocados no ar todos de vez, para que você possa assistir logo e organizar as informações.

Vai ser tão importante conversarmos mais sobre a composição na Câmara dos Deputados, para que possamos apreender os caminhos que o Brasil seguirá nos próximos anos.

Novidade contada, vamos ao nosso vídeo de hoje do “ “5 Minutos de Política”, que vai ao ar todo dia 20h no Youtube.

Você já ouviu falar da Bancada BBB? São deputados ligados aos setores evangélicos, ruralista e indústria de armamentos, que se organizam na Câmara dos Deputados, em Brasília, por afinidade e votam defendendo pautas conservadoras. No vídeo trato algumas questões:

  • partidos políticos com representação na Câmara dos Deputados – pulverização e consequências
  • organização dos deputados em bancadas formais e informais
  • formação de bancadas por afinidades
  • bancada BBB: boi, bala e Bíblia
  • composição de cada bancada (boi, bala e Bíblia) e principais representantes
  • votação unificada e fortalecimento da bancada BBB

Assista o vídeo:

[ lembrando  que o “5 Minutos de Política” vai ao ar todo dia às 20h, no Youtube ]

Mande também sugestões para vídeo do nosso web programa “5 Minutos de Política”, ok? :-)

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram


27
maio
2015
Bancada BBB

Olá, pessoal, bom dia.

Ainda estão comemorando a derrota de Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados ontem? hahaha Tem nem como não ficar feliz, né? Mas não só pela derrota dar um (certo) freio em Cunha, mas porque as propostas iriam deteriorar, ainda mais, nosso Sistema Político. Hoje, no programa Opinião da rádio 93 FM, vou comentar sobre a sessão de ontem de votação de tópicos da Reforma Política. Ah, e teremos postagem sobre o assunto ao longo do dia. (na verdade teremos vários posts para hoje, passei a madrugada escrevendo – como sempre rsrs – e agendei para entrarem durante o dia, fiquem ligados no blog que tem muita coisa para discutirmos hoje, tá?)

Mas agora vamos começar o dia falando da Bancada BBB na Câmara dos Deputados.

Não, amigos, não é uma bancada formada por ex-participantes de reality show, refere-se à Bancada do Boi, Bala e Bíblia.

Vou explicar!

A Câmara do Deputado possui bancadas formais, compostas por partidos políticos, e bancadas informais, compostas por parlamentares que pensam da mesma forma sobre determinadas matérias e que defendem bandeiras semelhantes. Como o número de partidos políticos com representação na Câmara é grande (28 partidos, até dezembro de 2014 eram 23), fica cada vez mais difícil conseguir consenso para votar determinadas matérias, e mesmo dentro dos partidos a discussão quase nunca termina em unanimidade (consequência de não serem partidos programáticos, mas apenas legendas de aluguel, em sua maioria). Com essa pulverização, é necessário que os temas reúnam parlamentares que – independentemente do estado da federação ou da agremiação partidária – pensem e votem da mesma forma. Daí surgem as bancadas com temas específicos, como a ruralista, sindicalista, empresarial, da bala, evangélica, ambientalista etc. Nessas bancadas, não importa o partido do cara, nem qual estado ele representa. O importante é que, juntos, pensem da mesma forma em relação aos temas específicos.

Algumas dessas bancadas tiveram crescimento nessa atual legislatura (em relação à legislatura anterior). E como o poder se exerce em espaços, quando um o ocupa, outro “desocupa”. Ou seja, se tivemos crescimento da bancada empresarial, alguma outra bancada caiu, porque o número de parlamentares (número total) se manteve o mesmo.

Nesse crescimento de algumas bancadas e diminuição de outras, aumentou – como um todo – o número de congressistas que compõe o que chamamos de “baixo clero” (tem vídeo explicando o que é o “baixo clero” AQUI). Isso majorou o custo de transação com o Executivo, porque são parlamentares que não possuem projeção nacional para criar fatos políticos relevantes e nem conseguem influenciar na agenda política do país. Assim, utilizam do mandato para negociatas e favorecimento pessoais. E não por coincidência, uma parcela significativa desse baixo clero compõe bancada BBB – defensores dos temas Boi, Bala e Bíblia.

Vamos à composição das bancadas resumidamente:

  • Bancada do Boi

A bancada do Boi é formada por ruralistas. É a ala mais numerosa das três. Era liderada por Kátia Abreu, agora a frente do Ministério da Agricultura, e hoje tem o oposicionista Ronaldo Caiado, do DEM, como grande referência. Luis Carlos Heize, do PP, mantém a liderança do grupo na Câmara (tem um vídeo aqui no blog onde explico um pouco as bandeiras que o Heize defende). Eles defendem o agronegócio e suas vontades.

  • Bancada da Bala

Composta por policiais, apresentadores de programas sensacionalistas sobre crime e financiados pela indústria armamentista. Defende, entre outras pautas, a redução da maioridade penal, o fim das penas alternativas e da permissão do porte de arma para todo cidadão. Tem seu expoente máximo Jair Jair Bolsonaro (PP-RJ) – capitão da reserva do Exército. Mas conta com o apoio expressivo do oposicionista Alberto Fraga (DEM-DF) – coronel reformado da Polícia Militar e líder da Frente Parlamentar de Segurança Pública.

  • Bancada da Bíblia

É uma bancada composta pelos fundamentalistas cristãos. Aumentou de 73 para 75 o número de deputados eleitos, além de preservar três senadores. Tem no pastor Marco Feliciano, do PSC, uma referência importante. Mas é o próprio presidente da Casa, fiel da Igreja Sara Nossa Terra, quem lidera o rebanho.

bancada-bbb-2

Essa bancada BBB (que circula em torno dessas três temáticas que citei acima) é formada por políticos conservadores, que defendem pautas que regridem nossa legislação e são fundamentalistas. Em torno de suas ideias centrais, eles criaram alianças e defendem uns a pauta dos outros. Ou seja, na hora de votar os projetos e defender as matérias, eles se unem em prol do auxílio mútuo.

É uma forte aliança dos setores conservadores na Câmara, cada vez mais unidos e articuladores, porque perceberam que assim ganham força e aprovam projetos que desejam (na defesa de uma sociedade patriarcal e patrimonialista).

Vamos a dois exemplos:

  • Discussão do Código Florestal, em 2012

Para aprovar seu nefasto Código Florestal (que deveria levar o nome de Código do Agronegócio), os ruralistas buscaram aproximação com os evangélicos. Assim, aumentaram a votação.

  • Discussão da maioridade penal, em 2015

Para se discutir e aprovar a redução da maioridade penal, os componentes da Bancada da Bala buscam o auxílio dos evangélicos e dos ruralistas.

Só que tem um fator que ajuda no fortalecimento desse grupo BBB: a eleição de Eduardo Cunha para presidente da Casa. Lembram que comentei aqui no blog que Cunha foi eleito majoritariamente pelo baixo clero? Então, sua presença à frente da Casa une essas três bancadas (boi, bala e Bíblia) e suas manobras os aproxima, numa “rede de favores”. Até porque Cunha faz parte das três bancadas, e da empresarial, que ele defende com “unhas e dentes” sem constrangimentos.

Consequências:

Como a bancada BBB elegeu o presidente da Câmara e possui dinheiro para seus lobbys e empreitadas nos bastidores, ela se constitui na união de três grupos de forte poder de pressão num só bloco. Dessa forma, defendem seus próprios interesses (são grandes pecuaristas, pastores de igrejas evangélicas, importadores de armas) e têm obtido vitórias graças ao apoio mútuo, e a forma unificada de votar.

  • Maioria na Câmara

Dos 513 deputados, pelo menos 373 fazem parte de uma dessas bancadas, totalizando 73% dos parlamentares.

  • Vitória de pautas conservadoras

Já conseguiram vitórias como aprovar a redução da maioridade penal na Comissão de Constituição e Justiça. Também criaram uma comissão especial para elaborar um texto final sobre a PEC que transfere do Executivo para o Congresso a demarcação das terras indígenas. Querem aprovar o Estatuto do Nascituro, barrar a descriminalização do aborto, aprovar o Estatuto da Família.

Direito de se articular:

É claro que os parlamentares possuem direito de se articular e defender bandeiras específicas, realizando o lobby criticado mas já institucionalizado desde sempre na Casa. Também é óbvio que é da essência do Poder Legislativo que se discuta temas buscando apoio e votos para aprovação de matérias. O questionamento que fazemos aqui não é esse. Mas sim: as pautas defendidas pelo grupo assusta por destoarem do século XXI e se caracterizarem retrocessos legislativos e medidas que colocam um Poder a disposição da perseguição a grupos minoritários. Além disso, são pautas financiadas pela indústria, pelo agronegócio, por igrejas e mercado de armamentos – com muito dinheiro que enriquece e sustenta parlamentares. Até que ponto a sociedade pode ficar refém de votações comandadas – nos bastidores – por empresas privadas?

E tem mais: não me venham falar de representatividade porque na Câmara eles representam interesses de grandes empresas/pecuaristas que em nada coadunam com quem os elegeu: em regra pessoas pobres, do interior dos estados, conduzidas ao voto por prefeitos e lideranças políticas compradas por esses parlamentares durante as campanhas eleitorais. Ou alguém aí acha que nosso país é majoritariamente composto por ruralistas, defensores da bala e evangélicos fundamentalistas?

O que vocês acham da atuação da bancada BBB?

Me encontre nas redes sociais para conversarmos mais sobre política:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram