» Debates políticos no Facebook (julho e agosto) - Daniele Barreto
15
setembro
2015
Debates políticos no Facebook (julho e agosto)

Oi, pessoal! Bom dia. Tudo bem?

Julho e agosto (mês infinito) já se foram, eu sei! Mas se promessa é dívida, então estou devendo para vocês nosso “O que rolou no Facebook?”, que coloco todo final de mês aqui num post do blog.

Se você é novo por essas bandas, primeiramente, seja bem vindo rsrsrs, já vou explicar do que se trata: realizamos vários debates no Facebook diariamente, com a postagem de frases que geram discussões políticas. Mas nem sempre elaboro textos sobre esses assuntos para publicar aqui no blog. Daí surgiu a ideia de colocar um post reunindo as discussões que rolaram no Facebook. Abaixo, transcrevo algumas postagens que escrevi nas redes sociais e coloco o link para quem quiser debater mais o assunto conosco. Geralmente as postagens no Facebook vão ficando para trás, mesmo sendo assuntos que ainda nos interessamos em debater, e não “descemos” a página principal ao ponto de ler textos mais antigos. E não podemos deixar que discussões importantes sejam perecíveis, né?

Pensando nisso, sempre faço nosso post com os links do Facebook aqui no blog, assim, podemos dar continuidade às discussões e vocês podem ler e escolher qual link que abrir e discutir especificamente. Clique nos links abaixo e dar sua opinião, ok?

1

Clique AQUI e leia no Facebook.

  • 26 de agosto

A crise econômica bateu na porta dos brasileiros. Paralelamente, vivemos um período de crise política. Diante disso, o ex-presidente FHC afirmou que a renúncia de Dilma seria um gesto de grandeza, ressaltando a desarticulação do governo no Congresso. Outro ex-presidente cujo destaque volta a crescer no cenário nacional é o Lula.

  • 22 de agosto

Almoço e tarde no Pelourinho. A Feira da Cidade foi no Terreiro de Jesus hoje, nos dando a oportunidade de vivenciar um dos locaismais vivos culturalmente no mundo. É uma riqueza nossa, precisamos valorizar. Além d afeira, participei de visita guiada com um profissional. Fantástico conhecer o Pelourinho com um novo olhar. Dia incrível. Ah, e ainda teve show de Marquinhos (Ilê Aiê) e Lazo. (para quem não pode ir hoje, amanhã tem mais)

  • 17 de agosto

Quando vc pegar um ônibus no Oiapoque calculando que chegará em Macapá (12h de viagem) apenas 5 horas antes do seu voo para Salvador, saiba que:

a) haverá um moço refugiado ilegal no ônibus; o veículo será retido pela Polícia Rodoviária Federal (porque a lei proíbe que a empresa venda passagem para quem não tem documentação, então não podem apenas retirar o rapaz e seguir viagem; o certo, pelo que me explicaram, é realmente reter o veículo e motorista) por horas, horas e mais HORAS, e TODOS os passageiros terão que esperar na estrada, no meio da floresta, enquanto o rapaz é conduzido de volta ao Oiapoque para a Polícia Federal, e o ônibus só será liberado depois da situação dele resolvida (sim, vc, se estiver com sua documentação, vc poderá ser liberado, claro, só que nessas horas e horas não vai passar carro/ônibus/táxi na estrada e Macapá fica a 650kms. Vc não vai andando, né? Portanto, tem que ficar esperando a liberação do ônibus pelas PRF e PF mesmo).

2) depois do ônibus liberado (a PF permitiu que o africano fique 3 meses no Brasil e ele seguiu conosco – ah, depois conto no blog a saga pra ele entrar no país), de madrugada, no meio da floresta fechada, seu ônibus vai furar um pneu num atoleiro.

Cheguei no aeroporto em Macapá e nem preciso dizer pra vcs que perdi meu voo pra Salvador, né?

  • 16 de agosto

Aquele tipo de gente que enquanto os policiais federais fazem uma ação no hotel onde está hospedada na fronteira (inclusive no seu quarto, com forte armamento, buscando estrangeiros ilegais e outras coisas), só consegue pensar: “MEU DEUS, QUAL A AGÊNCIA DE MODELOS QUE SELECIONA ESSES CARAS DA POLÍCIA FEDERAL… GENTEEEE?!?!?!” kkkkkkkk

‪#‎Superincera‬ ‪#‎VoltemSempre‬ ‪#‎QuasePeçoOWhatsappDeDois‬ ‪#‎ComoFazPraTerAçãoTodoDia‬? ‪#‎ComTodoRespeitoÀInstituiçãoClaro

  • 15 de agosto

Uma das melhores experiências da minha vida: morar exatamente um mês na fronteira do Brasil, bem na floresta Amazônica. Que maravilha ter tomado essa decisão de viver os hábitos, o dia a dia, comer e morar de acordo com a realidade local, transitar e conhecer as etnias e tribos indígenas, fazer mercado, aprender com pesquisadores de órgãos do governo, aprender a viver no limite do país (com outro país diante de minha janela), sentir as emoções e dificuldades de viver no meio da floresta Amazônica, não ter determinados alimentos que eu gostaria de comer, morar diante do rio onde o dia inteiro desembarcam centenas de índios e franceses, perceber como é viver num local com o Exército e polícias atuando tão próximo dos cidadãos, etc

(pena que a internet não me ajudou e não consegui compartilhar tudo em tempo real com vcs, mas vou postar no blog)

  • 7 de agosto

Dilma foi definhando por medo de fazer um “ajuste político”. As alianças firmadas para vencer as eleições e governar (desde o primeiro dia de governo de Lula), eram insustentáveis a longo prazo. Para mantê-las, seria necessário (como de fato foi), inchar o Estado a um tamanho cuja manutenção se tornaria impossível. Não haveria cargos, contratos e ministérios que dessem conta da gula dos “aliados”. O medo do ajuste político mata Dilma aos poucos.

Em tempo: vale lembrar que boa parte dessa “culpa” é do Lula, que vendeu governo e alma aos interesses ligados a sua manutenção fácil no poder. Dilma, refém das decisões do seu criador, passou da hora de romper e ajustar as alianças. E a cada dia a viabilidade desse ajuste diminui.

  •  4 de agosto

Sobre o Brasil 247: se botar um chocalho em todos os deputados federais e senadores que compram notinhas e matérias nos sites e jornais de seus Estados, ia fazer um barulho tão grande em Brasília que eu ouviria aqui do Oiapoque.

( escrevi isso só pra dizer que ainda estou no Oiapoque… hahahaha)

  • 3 de agosto

Dirceu é um fenômeno a ser estudado. Em prisão domiciliar por um escândalo (Mensalão), é preso tb por outro (Petrolão). Ah, e teria recebido valores enquanto era acusado no mensalão e enquanto já estava preso.

Galera do PT, sinceramente, não dá pra defender!

  • 15 de julho

Vocês sabiam que Arnon de Melo (pai de Collor) quando era senador matou outro senador dentro do Plenário? DENTRO DO PLENÁRIO!!! ‪#‎chocada‬

Pois é, e ainda tem mira ruim: atirou em seu desafeto, o senador Silvestre Péricles, mas a bala pegou no também senador Kairala – que morreu horas depois. Arnon e Péricles foram presos em flagrante e… adivinhe… absolvidos, claro!

E a gente reclamando de Collor, né?! kkkkkkkk

  • 15 de julho

Nunca vi a Globo se preocupar tanto em consertar um erro de informação: todos os jornais e o portal da emissora enfatizando que não houve busca e apreensão na casa de Arnon de Melo Neto (filho de Collor), como haviam noticiado inicialmente.

( das maravilhas de ser dono de uma afiliada e namorar uma das maiores e mais influentes diretoras da emissora )

  • 15 de julho

Quanto será que custa uma luminária dessas?

‪#‎CollorNãoTomaJeito‬
‪#‎ImpeachmentNãoTeveCaráterPedagógico‬
‪#‎CasaDaDindaEuJáViEsseFilmeAntes‬

  • 12 de julho

A luta do ‪#‎UFC‬ foi comprada! Um amigo meu falou que um primo da cunhada dele que trabalha com um cara que é irmão de um assessor do sócio do UFC falou sem querer pro tio da sogra dele que foi comprada… tem um negócio do Petrolão aí no meio… E parece que é verdade mesmo, viu? ‪#‎brinks

  • 11 de julho

Decididamente: nossa sociedade está regredindo!

Colocando de lado posicionamentos políticos sobre o candidato em questão (ACM), vamos falar sobre a chapa majoritária apresentar essa peça no programa eleitoral hoje: ele não teria nenhuma chance de vitória, estaria fora da disputa. Com o crescimento dos partidos políticos e bancadas compostos por indivíduos fundamentalistas, nenhum partido hoje ousa exibir uma propaganda eleitoral com esse conteúdo e mensagem. E mais, ainda que fosse exibido: uma parcela da população chamaria de sensacionalismo; outros diriam que ele quer fazer “média” com as religiões afro-brasileiras; outros tantos taxariam a peça de “polêmica” e “inovadora” (?); outros afirmariam que FINALMENTE alguém teve coragem de realizar uma propaganda assim…

Pois é… 25 anos depois, teríamos reações muito mais preconceituosas!
Alguma coisa está fora da ordem…

  • 10 de julho

Para quem defende Eduardo Cunha alegando gostar da postura que ele assume diante do governo, fica a dica:

O inimigo do seu inimigo não será, necessariamente, o seu amigo.

  • 10 de julho

Gente, com a correria, esqueci de avisar para vcs que saiu um artigo meu no jornal Tribuna da Bahia essa semana! Adoro o jornal e sempre fico super feliz quando o editor de política Osvaldo Lyra opta por publicar um texto meu! Emoticon wink Agradeço ao Osvaldo e a toda equipe do jornal pela moral! rs

O artigo segue abaixo! Falo de Eduardo Cunha e quem são os deputados que o seguem. ( ah, se vcs quiserem acompanhar as edições em pdf., podem acessar www.tribunadabahiavirtual.com.br, se cadastrar gratuitamente e ler. Massa, né? )

  • 10 de julho

Você já se perguntou pq e em que época decidiram que crianças e adolescentes não seriam punidas como adultos?

O país começou a discutir uma idade mínima quando Bernardinho (12 anos), engraxate, ao terminar de polir sapatos de um cara levou um calote. Enquanto o caloteiro se afastava, ele sujou a calça dele de tinta. A polícia foi chamada, Bernardino tentou explicar, mas não deixaram. Ele foi preso numa cela com 20 adultos, violentado, agredido e foi parar num hospital. Lá, ele e os médicos contaram tudo a um jornal e o país começou a discussão sobre o que crianças passavam dentro da cadeia.

  • 8 de julho

Eduardo Cunha despreza Dilma, tem gente que acha bonito.
Ele desrespeita o Regimento, tem gente que aplaude.
Ele corta o microfone de deputados da base do governo, tem gente que ri.
Ele debocha da Justiça e Lava-Jato, tem gente que se cala.
Vai vendo aonde vai chegar…

  • 8 de julho

Todos os deputados que são advogados ou bacharéis (pelo menos esses) deveriam ter se manifestado em relação a Cunha afirmar que a OAB é um cartel e não tem credibilidade. Tenho diversas objeções à falta de transparência das contas da OAB (pago minha anuidade contrariada) e não comungo com vários posicionamentos públicos da Ordem. Mas em nenhuma hipótese se pode permitir que um presidente de uma Casa Legislativa se refira a um órgão de representação profissional de forma tão desrespeitosa (sendo Cunha, então, a situação piora porque nem moral ele tem para isso). E a OAB precisa reagir, mais uma vez, como o fez em vários momentos nos quais nossa Democracia se viu ameaçada por políticos arrogantes, sem trato democrático e que flertam com a ilegalidade. ‪#‎DitaduraDeCunha‬ ‪#‎OAB

  • 6 de julho

Lembram que na encenação de Reforma Política, a Câmara dos Deputados aprovou alguns pontos (fim da reeleição, financiamento privado de campanhas, 5 anos de mandato, mudança na data de posse de governadores e presidente, e acesso ao Fundo Partidário e ao tempo de rádio e TV)?

Então… tem que votar em segundo turno agora. Vai ser amanhã!
‪#‎ReformaPolítica

  • 5 de julho

Aproveita a tarde de domingo para assistir o “Nuvens de veneno” e saber o que ingerimos com a alimentação. Detalhe: o alimento que fica no Brasil é o que foi julgado inadequado para exportação e não foi aceito por outros países.

“A nuvem se espraia pelas plantações. Em vez de molhar, seca. Ela não traz a chuva, traz o veneno. O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de soja, algodão, milho e também um dos maiores consumidores de fertilizantes químicos e agrotóxicos.”

  • 4 de julho

Só pra lembrar que “então leve esses marginais para casa” e “tomara que aconteça com vc” NÃO são argumentos, tá?!

Obrigada, de nada.

  • 3 de julho

Eu queria ter uma ideia da divisão dos amigos do Face em relação à redução da maioridade penal. Quem não se incomodar em declarar a posição, poderia me dizer se é contra ou a favor?

(ah, pode justificar a posição tb, se quiser)

‪#‎Enquete‬ ‪#‎Política‬ ‪#‎MaioridadePenal‬ ‪#‎DêSuaOpinião

  • 3 de julho

Por falar nisso, a redução da maioridade penal foi aprovada em votação em primeiro turno, na Câmara dos Deputados. Eles ainda vão analisar a matéria em segundo turno. Depois vai para o Senado.

( não está decidido ainda não, viu? )

  • 3 de julho

Pra não dizer que não avisei:

O que Eduardo Cunha está fazendo (com a lei, com a Constituição e as regras do jogo democrático) é pra vcs sentirem o gostinho do que seria essa turma dele, por exemplo, na Presidência da República!

Vai vendo…

  • 2 de julho

Algumas pessoas questionando: “mas se o povo quer a REDUÇÃO, não estaria Eduardo Cunha correto em buscar uma forma de contemplar a MAIORIA?”
.
Pois eu te pergunto: que maioria? A maioria da pesquisa da DataFolha? Uma pesquisa não precisa ser fraudada para indicar o resultado desejado por quem a encomendou. É muito fácil ficar por 30 dias passando matérias sobre violência, mostrando (o dia todo) menores de idade criminosos nos maiores jornais (comunicação em massa) e, na semana seguinte, fazer pesquisa e sair alardeando que, de acordo com o resultado, o povo quer a redução. Ninguém aqui é ingênuo! Pesquisas são feitas nos dias subsequentes à exposição (exaustiva) de um posicionamento do assunto na mídia.
.
Qual o programa de TV que fez uma discussão mostrando os dois lados para que a população pudesse decidir?
.
Faço um desafio a vcs: vamos passar 30 dias mostrando o ECA na TV, fazendo matérias com jovens que se recuperaram, mostrando a situação dos presídios, discutindo como o jovem negro da periferia é castrado dos seus direitos, mostrando entrevistas com professores da rede pública que lutam para não perder seus alunos para o crime e o caixão, mostrando exemplos de políticas públicas bem sucedidas em outras países… Aí na semana seguinte a gente repete a pesquisa e vcs me dizem qual o resultado.
.
O grande problema é quando a mídia e os políticos conseguem nos convencer que estão defendendo o que o povo quer, quando na verdade é exatamente o contrário – o povo que se rendeu às suas vontades.

 

De um dia para o outro (literalmente), 28 deputados federais voltaram atrás no seu voto e resolveram apoiar a redução da maioridade penal.

 

Estou achando que rolou “contribuição para reivindicações corporativas”, se é que vcs me entendem…

  • 2 de julho

Eu já estava deitada, mas voltei aqui só pra dizer que independentemente da posição que vc adote sobre a redução da maioridade, vc precisa compreender que o que Cunha fez hoje é um golpe, uma manobra que atenta contra a segurança do Processo Legislativo, uma lesão à Democracia, uma condução de Poder Legislativo abusiva e sem precedentes em nossa história democrática. O Processo Legislativo tem uma função pilar num Estado de Direito, e nós precisamos refletir sobre o que isso significa para além de debates sobre o mérito do projeto, ou posicionamentos ideológicos.

Era só isso mesmo!

Boa noite, pra quem conseguir…

  • 1 de julho

Só digo uma coisa pra vcs: nesse momento, os deputados estão no Plenário analisando novamente a redução da maioridade penal. Cunha vai votar mil vezes a mesma coisa (rasgando a CF e o Regimento) até conseguir o resultado que quer?

O Legislativo está sendo conduzido na base do golpe! Tá difícil…

  • 1 de julho

BANCADA DA BALA
Hoje, falo sobre a rejeição da redução da maioridade penal nos casos de crimes hediondos. E explico para vcs o que é a “Bancada da Bala”, que, ao contrário do que alguns pensam, não quer diminuir a criminalidade, nem garantir mais segurança ao cidadão. Camuflados pelo discurso oficial de combate ao crime, os parlamentares da Bancada da Bala escondem que recebem dinheiro e têm suas campanhas financiadas pelo lucro que o crime proporciona para a cadeia que vive em torno dele (indústria de armas, programas ”mundo cão”, empresas de segurança privada, terceirizadas prestando serviços para presídios, obras em presídios etc).

Sintonize e ouça! Vc não pode perder de jeito nenhum. (vá por mim, rs)

  • 1 de julho

Estou fazendo uma pesquisa sobre a lista dos parlamentares da Câmara dos Deputados que compõe a “Bancada da Bala”. Curiosamente, boa parte dos nomes também compõe a bancada Evangélica.

Rhum!

  • 1 de julho

A Câmara dos Deputados rejeitou a proposta que propõe a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos nos casos de crimes hediondos, como estupro, latrocínio e homicídio qualificado. (mesmo com a pressão da bancada da bala e com Eduardo Cunha tentando impedir o ingresso de cidadãos e a manifestação democrática)

Mas a Casa ainda poderá votar em plenário a proposta original da PEC – que reduz a maioridade penal não só para crimes graves, mas para qualquer tipo de crime. Precisamos ficar atentos!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram