» Comentário Político de hoje: delação premiada, deduragem e acareação - evolução jurídica e democrática do Brasil - Daniele Barreto
02
setembro
2015
Comentário Político de hoje: delação premiada, deduragem e acareação – evolução jurídica e democrática do Brasil

Oiii pessoal,

São 18h50 e eu acabei de participar do programa Opinião, da rádio 93 FM, comentando sobre as audiências da CPI da Petrobrás, que estão sendo realizadas em Curitiba desde segunda-feira.

Resumo do comentário político:

No comentário de hoje, avalio os fatos políticos em torno da CPI com um olhar mais jurídico, explicando dois institutos que pouco são utilizados quando a intenção é prender político no Brasil: delação premiada e acareação. Alguns de vocês certamente nunca tinham ouvido falar nesses instrumentos que a lei permite na busca pela verdade processual. Somando isso ao fato de que muitos políticos vêm desqualificando-os, resolvi hoje explicar melhor o que significam e como eles vêm sendo utilizados.

A manhã dessa quarta-feira começou agitada para os investigados e presos pela Operação Lava Jato. A CPI da Petrobras realizou, em Curitiba, uma acareação entre os investigados da Operação Lava Jato Augusto Mendonça, ex-executivo de uma empresa contratada pela Petrobrás, Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras e João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT). Duque e Vaccari respondem processo presos, e são acusados de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Já o executivo Augusto Mendonça é delator do esquema que desviou bilhões da estatal. Na acareação, Duque chamou o delator de “mentiroso”. Só que Mendonça confirmou que parte da propina da Petrobrás ia para o PT e reafirmou, diante de Vaccari, que o encontrava para discutir sobre o dinheiro desviado do Governo.

Desde segunda-feira que os parlamentares da CPI estão em Curitiba ouvindo os acusados, que são réus da Operação Lava Jato. Outros empresários já foram ouvidos e ficaram em silêncio. Um dos depoimentos mais esperado seria do Marcelo Odebrecht – diretor da empresa que leva o seu sobrenome -, mas ele também se recusou a falar sobre o processo judicial e negou a possibilidade de assinar acordo de delação premiada.

É curioso perceber que com esses fatos políticos estamos diante de dois institutos do Direito que são pouco utilizados para prender corruptos e quadrilheiros do dinheiro público. Esses institutos são a delação premiada e a acareação.

Ouça o áudio do comentário COMPLETO:

Ouça os áudios de comentários das semanas anteriores:

Como já comentei com vocês aqui no blog, nem sempre os leitores conseguem ouvir nossas participações em programas de rádio, ou por estarem ocupados no horário do programa, ou por não conseguirem sintonizar (tendo em vista que são programas no interior do estado). Então, toda semana, publico aqui no blog os áudios dos programas para que possamos ouvir juntos, avaliar os temas e debater, ok? Fica mais democrático, néamrs Quem perdeu os áudios anteriores, pode clicar abaixo e ouvir. Ah, nos links vocês encontram também os temas dos comentários políticos e um resumo do assunto abordado!

Qual a sua opinião sobre delação premiada e acareação nesse processo! Comente!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos sobre os acontecimentos políticos do país diariamente:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram