» Transcrição do comentário político de hoje na 93 FM - Daniele Barreto
28
janeiro
2015
Transcrição do comentário político de hoje na 93 FM

Oi, gente, boa noite!!!

Hoje às 18h fiz comentário político na rádio 93 FM (agreste e litoral norte da Bahia, Recôncavo, Salvador, Aracaju), no programa Opinião. Está sendo uma alegria e aprendizado imensos poder dividir com vocês minha opinião sobre alguns temas do cenário político, e aprender com cada um de vocês que opina, manda sugestões e concorda/discorda dos nossos posicionamentos.

Leia a transcrição do comentário de hoje e mande sua opinião:

Boa noite, Marcone, Cláudio Pinto e Marcelo Oliveira.

Boa noite ouvintes do Programa Opinião.

O ano mal começou e as polêmicas políticas já tomam todos os noticiários. No início do mês, a nomeação de ministros como Kassab, Kátia Abreu e Cid Gomes, pela presidente Dilma, atordoaram militantes tradicionais da esquerda e mostraram que mais do que buscar uma boa gestão ou a governabilidade, o que se pretende com o loteamento de cargos e espaços no governo federal é agradar políticos e siglas partidárias e garantir a blindagem do governo na Câmara dos Deputados e Senado.

E essa blindagem é extremamente importante quando se trata de um Governo que cada vez mais se vê envolvido em denúncias de corrupção e desvios de dinheiro público. Embora, Cláudio, esses desvios não sejam um exclusividade petista, não seja nada novo em nosso país, e tampouco seja uma prática apenas do governo federal. E para nós estarmos certos disso, basta olhar para qualquer município nesse país.

Mas, essa semana, mais precisamente no próximo domingo, em meio a toda essa turbulência, temos como fato político mais importante a posse dos deputados federais e senadores, no Congresso Nacional, e a conformação das Casas Legislativas Federais. Duas certezas nós temos: a primeira é que, independentemente da conformação das bancadas, nada coisa mudará, porque as tradições de fraudar, corromper, comprar consciências, fazer lobby e tirar o máximo proveito financeiro do cargo continuarão a ser as prioridades absolutas de quase a totalidade dos deputados e senadores em Brasília.

A outra certeza é que Eduardo Cunha, do PMDB do Rio de Janeiro, será eleito presidente da Câmara dos Deputados. Ele disputa com Arlindo Chinaglia e Júlio Delgado. Chinaglia tem o apoio do seu partido, o PT, nos bastidores. E Júlio Delgado não emplacará porque não se trata de uma candidatura construída dentro da Câmara, mas um projeto personalista de querer ser presidente, o que muitos deputados rejeitam. Ah, e Chico Alencar só possui os votos do PSol.

Afinal, Cláudio, ouvintes da 93 FM, o cargo é de extrema importância. O presidente da Câmara dos Deputados é o terceiro na linha sucessória da República. Ou seja, caso a presidente e o vice estejam impedidos de assumir, é ele que assume.

Ele também define a ordem de votação dos projetos de lei, avalia pedidos de impeachment da presidente, cria CPI´s, tem larga exposição na mídia, e faz a interface entre o Executivo e os deputados federais.

Daniele Barreto, para o programa Opinião.

Aguardo vocês nas redes sociais!!!

Me encontre nas redes sociais para conversarmos mais sobre política:

 Facebook | FanPage | Twitter | Instagram